Fórum “Mais mulheres na Tecnologia” é realizado no UNISAL, Unidade Campinas
Fórum “Mais mulheres na Tecnologia” é realizado no UNISAL, Unidade Campinas
O evento fez parte da programação da III Semana de Tecnologia e Inovação.

No início de outubro, o Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Unidade Campinas, realizou o Fórum “Mais Mulheres na Tecnologia”. O evento fez parte da programação da III Semana de Tecnologia e Inovação, promovida pela Coordenação dos Cursos de Graduação de Engenharia de Computação e Análise de Desenvolvimento de Sistemas do Campus São José.

Participaram do evento alunos e docentes dos cursos de Engenharia de Computação e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Prof. Me. Sérgio Yoshioka, coordenador dos cursos, Prof. Dr. Anderson Luiz Barbosa, Diretor de Operações da Unidade Campinas e a Prof.ª Dra. Wanessa Gazzoni, representante da Extensão Universitária.

Compondo a mesa das palestrantes estavam Letícia Aveline (John Deere Brasil); Catia Ferreira (General Motors); Danielle Cardoso Dias (CI&T); Letícia Giolli (CI&T); e Tatiana Gabriela da Silva (Amazon).

Ainda que o mercado de trabalho em Tecnologia seja considerado um cenário predominantemente masculino, as especialistas puderam apresentar ao público o sucesso de suas carreiras, destacando os caminhos que cada uma percorreu até alcançarem os atuais cargos de gestão de equipes.

“Em 2019, surgiu uma oportunidade de trabalhar fora do país, liderando um time de Qualidade em Angola, na África. Havia muitos brasileiros, mas eu era a única mulher líder na área técnica. Havia muitos gestores, mas não gestores negros. E eu passei a questionar esses dados não somente naquele contexto, mas onde estão as mulheres líderes trabalhando em tecnologia no Brasil? ”, questionou Tatiana Gabriela da Silva, hoje gestora da Amazon.

De acordo com uma pesquisa da plataforma PretaLab, realizada em 2019, as mulheres representam 31,7% dos atuantes nas carreiras de tecnologia, contra 68% de homens. A pesquisa também levantou dados relacionados à cor e apenas 37% do público, entre homens e mulheres, é negro.

A realidade fica pior quando a desigualdade de salário é analisada. Uma pesquisa da consultoria Mercer divulgou que, no nível de executivos de empresas de alta tecnologia, a disparidade salarial chega a 36%.

Aperfeiçoamento profissional: uma necessidade constante na Tecnologia

Além dos depoimentos e reflexões sobre como motivar mais mulheres para atuarem em Tecnologia, as convidadas comentaram sobre a alegria de trabalhar em áreas tão dinâmicas quanto às Engenharias e a Tecnologia. O conhecimento das línguas estrangeiras e a busca por aperfeiçoamento constante foram listados como indispensáveis para essa carreira.

As especialistas também destacaram, acrescenta a Prof.ª Wanessa, a necessidade das mulheres atuantes nessas áreas terem uma rede de apoio, na qual possam falar sobre assuntos profissionais e possíveis dificuldades nas jornadas.

Foi nesse sentido, que a convidada Letícia Aveline apresentou a SWE (Society of Women Engineers), seus princípios e campo de atuação da associação. A missão da SWE é empoderar mulheres para alcançar pleno potencial nas carreiras de engenheiras e líderes e expandir a imagem das profissões de Engenharia e Tecnologia, além de demonstrar o valor da diversidade e da inclusão.

A Engenheira Mecânica também convidou a todas as estudantes e docentes para se filiarem à SWE, e a conhecerem as frentes de trabalho e de apoio às profissionais. “Foi uma grande satisfação receber, no UNISAL, mulheres que falem da questão da diferença existente entre o masculino e o feminino no ambiente de trabalho. Enquanto mulher, profissional de STEM*, tive a honra de ouvir uma egressa do UNISAL, a Daniele, sobre a sua carreira, com orgulho da escolha que fez e do caminho que seguiu. De alguma forma, foi uma homenagem a todos que reconhecem que a grandeza da partilha do conhecimento e o gênero não interferem no tamanho da contribuição de cada uma”, conclui Wanessa Gazzoni.

Assista na íntegra como foi o Fórum.

UNISAL realiza a III Semana de Tecnologia e Inovação.

*Profissional de STEM: engloba as carreiras relacionadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Texto: Com informações da Professora Wanessa Gazzoni. Edição: Renata Moraes.

Fotos: Comissão Organizadora do Evento e Klaus Werner – Unidade Campinas.

COMPARTILHAR:

Veja MAIS

UNISAL realiza abertura oficial do 1º semestre acadêmico de 2023

Por que estudar NO UNISAL?

Faça disciplinas Optativas
No UNISAL, você pode estudar o conteúdo de qualquer outro curso para compor o seu currículo e ter uma formação mais personalizada. Destaque-se no mundo do trabalho sem qualquer custo adicional.

Coloque a mão na massa
Por meio de um projeto integrador, estude focando em questões práticas do mundo do trabalho. No UNISAL, você articula o percurso formativo com o seu projeto de vida.

Faça estágio
Receba o auxílio e a orientação do UNISAL ao buscar sua primeira experiência profissional. O apoio que você precisa para a inserção no mundo do trabalho e da globalização.

Desenvolva capacidade de decisão
No UNISAL, você é o protagonista do seu percurso formativo. Por meio do projeto integrador é possível desenvolver habilidades e capacidades que farão diferença na sua vida profissional e pessoal.

alto índice de empregabilidade

aprendizado por projetos

protagonismo do aluno

0
ALUNOS construíram
seu futuro aqui
0
COLABORADORES transformam alunos em protagonistas
0
CURSOS
oferecidos
0
ANOS ajudando alunos a construírem seu futuro