Unisal - Centro Universitário Salesiano de São Paulo Imprensa / Clipping

.A seção E+ do Estadão destacou o evento “Clube da Leitura – Encontro com a Poesia e a MPB”,  realizado em 14/06/18 no UNISAL – Unidade São Paulo/Santa Teresinha.

https://emais.estadao.com.br/blogs/sarau-luau-e-o-escambau/o-livro-as-mulheres-poetas-a-webserie-nossa-voz-ecoa-e-a-mostra-de-performance-contemporanea

Clube Leitura Sta

 .

Comentários desativados em Estadão: Clube da Leitura – Encontro com a Poesia e a MPB


.A entrevista especial do Band Cidade – 2ª Edição, exibida em 9 de junho de 2018,  destacou o docente do UNISAL Francisco Sodero, que também é historiador, pesquisador e escritor. O repórter Márcio Correia conversou com Francisco sobre “Euclides da Cunha: De obscuro engenheiro a consagrado escritor”, obra de sua autoria.

.

Comentários desativados em TV Band Vale: docente do UNISAL apresenta livro sobre Euclides da Cunha


.Antonio José de Castro é formado em Direito pelo UNISAL (e também em economia), e ajudou a equipe da TV Canção Nova a entender como como a entressafra interfere no preço do leite. Confira a reportagem que foi ao ar em 5 de julho de 2018 no Jornal CN Notícias:

.

Comentários desativados em TV Canção Nova: egresso comenta o aumento no preço do leite nos mercados


. lo-semidi

O CONPEDI (Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito) divulgou a programação do V SEMIDI, que será realizado em 04 e 05 de outubro na Unidade Lorena/São Joaquim. Confira: https://bit.ly/2Lsdhxp

 

 .

Comentários desativados em Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito divulga o V SEMIDI


.Durante o mês de maio, a greve dos caminhoneiros gerou reflexos em vários setores da sociedade, e os docentes do UNISAL concederam diversas entrevistas sobre o assunto nos meios de comunicação.

Jornal Regional (29/05/18): o historiador e docente do UNISAL Diego Amaro foi entrevistado por Carolina Barros

      Ouça aqui a entrevista veiculada pela Rádio Aparecida

 

Notícia em 30 (29/05/18): o docente Antonio Sávio (docente do curso de Direito) e Savio Chalita (advogado e ex-aluno do UNISAL) foram entrevistados por Priscila Barbosa sobre a influência da greve nas eleições.

      Ouça aqui a entrevista veiculada pela Rádio Aparecida

 

TJ Aparecida (28/05/18)

Entrevista com Augusto Deccache (professor do curso de Ciências Contábeis) sobre economia e logística na TV Aparecida – assista aqui: https://youtu.be/2tfjlR5Xk3o

 

NT Notícias e Especial Greve Caminhoneiros (28 a 31/05/18)

Entrevista com Marcos Edwagner (professor do curso de Direito) e Humberto Felipe (ex-docente do UNISAL e presidente do IEV-UNISAL) sobre economia, logística e política na TV Novo Tempo – assista aqui: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1719847944728910&id=578604858853230.

Comentários desativados em Professores do UNISAL comentam as consequências da greve dos caminhoneiros


.O segundo semestre do ano se aproxima, e nesse período começa a corrida pelas eleições. Dessa vez, cinco dos principais cargos públicos serão disputados por candidatos a serem escolhidos por 140 milhões de brasileiros aptos a votar. Entender as funções de presidente da República, governadores, senadores e deputados federais e estaduais, garante uma escolha mais consciente. A reportagem de Fernanda Ribeiro e Messias Junqueira, da TV Canção Nova, contou com a participação do advogado e ex-aluno do UNISAL Renan Pontes, e dos alunos de Direito e Filosofia Maria das Dores dos Santos Nogueira, Ronnaldh Oliveira, Moisés Moreira e Gabriela Junqueira. Assista aqui: https://youtu.be/-cRcF1Ju2pY?t=50.

Comentários desativados em TV Canção Nova: as funções dos cargos públicos e as eleições


.Antonio Sávio, docente da graduação em Direito e também mestrando em Direito pelo UNISAL, participou do programa Band Entrevista. Durante os 30 minutos de bate-papo com os jornalistas Cláudio Nicolini e Hélcio Costa, ele falou sobre as responsabilidades legais de quem compartilha notícias falsas – popularmente conhecidas como “fake news”. O programa foi exibido em maio de 2018 para os 39 municípios da região metropolitana do Vale do Paraíba e litoral norte. Confira: https://goo.gl/uRZFEc.

Comentários desativados em TV Band Vale: docente em entrevista sobre fake news


.As consequências das chamadas fake news na sociedade não são falsas – transtornos e demais prejuízos são cada vez mais visíveis, e foram analisados em uma das reuniões do Observatório de Violências nas Escolas do UNISAL. A reportagem da TV Canção Nova esteve na Unidade Lorena/São Joaquim em abril no evento “Fake News no século XXI: desinformação ou manipulação?”, que discutiu as complicações jurídicas e psicológicas dessas ações, com a participação dos Professores Antonio Sávio, Mario Dias e Iracema Almeida, e João Vitor Barbosa e Igor Moreira, alunos do curso de Psicologia.

https://youtu.be/6WwLsqluh8E?t=20.

Comentários desativados em TV Canção Nova: fake news e suas consequências


.Espaços que antes eram ocupados somente por homens estão sendo conquistados por elas. Mas o avanço ainda é tímido: o país ocupa a posição de número 152 no ranking mundial de mulheres na política. A reportagem da TV Canção Nova, dentro do especial “Eleições” (que estreita os laços do UNISAL com os veículos da mídia), ouviu a ex-aluna do Mestrado em Direito e atual docente da graduação na mesma área, Rubiana Zamot. Confira o que ela disse sobre a presença da mulher em locais de decisão pública.

https://youtu.be/BFYuoVr5JDo?t=137.

Comentários desativados em TV Canção Nova: disparidade da participação feminina na política brasileira


.

Prof. Me.Diego Amaro de Almeida

Durante uma palestra sobre o período do café no Vale do Paraíba paulista, um participante me perguntou: “Professor, por que os escravos não se rebelavam contra os seus senhores? Pois se pensarmos, tínhamos mais escravos em uma fazenda que senhores!” Pensei um pouco e respondi: pelo mesmo motivo que não nos rebelamos contra os gestores e a elite de nosso país! É muito difícil nos preocuparmos com os problemas dos outros quando não nos vemos nele, apesar de sofrermos os mesmos dilemas e necessidades. Faltavam empatia e conhecimento! Sobravam cansaço e medo!

Agora faço uma reflexão sobre isso. A exemplo do povo escravizado, fomos ensinados que somos indivíduos e que temos pouco poder contra aqueles que nos oprimem. Assim como aquele povo, nós não conseguimos perceber que as MINORIAS são as MAIORIAS. Assim como aquele povo nós nos satisfazemos com pouco, e ainda acreditamos que o pouco que nos dão é tido como um favor, e não um direito.

Dividiram-nos em classes, nos enfraquecerem! Fazem parecer que tudo tem que estar como está. A nós só cabe esperar pela vinda de um super-herói que um dia irá salvar o Brasil de todos os problemas que vivemos. Atualmente vejo que as pessoas estão cansadas ou ocupadas demais para buscar certas informações e acabam aceitando qualquer discurso que parece ser uma solução. Quantos realmente estudam possibilidades? Quantos realmente estão preocupados com os rumos da nossa sociedade?

O que vejo, dia após dia, é uma sociedade demagoga e hipócrita. Não vejo solução para esse país se continuarmos sem uma educação de qualidade em condições dignas de acesso à ela. Não é possível acreditar que esse país tenha outro caminho que não o que passa por uma população estruturada e emancipada, por meio do pensamento crítico fruto do estudo.

Comparo classe média ao capitão do mato, ou seja, desamparada e manipulada. É  a que acredita que os problemas nacionais existem por causa do pobre, por causa do miserável, do mais humilde. Neste sentido, alguns acreditam que o povo se aproveita  desse benefício. Não vou dizer que isso não aconteceu ou acontece. Mas por que isso acontece? A resposta mais uma vez está na trajetória da educação. Um povo esclarecido não fará mau uso do benefício, pois entenderá que aquilo deve ser utilizado para abrir um caminho. Precisamos estender a mão e tomar a responsabilidade para as questões sociais. A classe média não é diferente do restante do povo, mas sim quem paga os erros provocados pelas elites políticas e econômicas do Brasil.

Aqueles que têm o mínimo do conhecimento precisam auxiliar a sociedade no processo de emancipação. É papel e dever de quem sabe e conhece os direitos e os deveres da população brasileira, cobrar e fazer valer nossa Constituição Federal (a constituição cidadã). E olha que não são poucos os itens da nossa carta maior que promovem as questões que demonstram a preocupação com a dignidade humana.

Muitos poderiam dizer que a violência só se resolveria por ela mesma, eu não acredito nisso. A violência que cresce a cada dia no Brasil nada mais é do que fruto da falta de dignidade humana. O nosso modelo econômico diz que se levantarmos cedo, estudarmos e trabalhamos iremos vencer! Será que é verdade? Não existe possibilidade para todos, vamos olhar os dados do nosso país? Primeiro precisaríamos de um curso para entender a sistematização dos dados, pois as informações não são claras.

Não querem que sejamos livres! Não querem que tenhamos consciência do orçamento, dos números e dos planos feitos para a nossa nação! Isso me faz lembrar o tempo em que os imigrantes italianos chegavam ao Brasil e ficavam à mercê dos senhores que manipulavam os dados dos débitos dos imigrantes na intenção de mantê-los reféns do trabalho nas lavouras do país.

Mas de quem é a culpa de todos os problemas do Brasil?

É da população brasileira, de toda ela, sim, mas principalmente daqueles que usam da demagogia para manipular o povo. Que enganam fazendo parecer que é um favor da casa grande nos permitir sermos escravos, e sermos felizes só pelo comer, que existe uma bondade na exploração e na opressão. Aquela opressão que diz “ou você aceita o que você tem, ou procura outro lugar!” Como se fosse fácil se libertar das amarras da ignorância e do capital. É mais fácil sofrer violências.

Mais uma vez o povo queda desamparado como disse Getúlio Vargas em sua carta testamento. E o que vemos como as propostas que são apresentadas pelos nossos atuais candidatos à presidência e aos demais cargos públicos é de provocar um desânimo e um cansaço sem fim. Mas não podemos desistir, precisamos ser cidadão e lutar contra essa política que favorece a uma minoria (elite econômica do país) e explora (a maioria) o restante da nossa população. Precisamos entender que somos maioria e como maioria, podemos derrubar a estrutura da casa grande e, finalmente, sermos libertos à luz do conhecimento e dos direitos e deveres do cidadão.

diego-amaro-foto-oficial

Saiba mais sobre o autor
Mestre em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Licenciado em História pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo. Atualmente é Professor dos cursos de Direito, Ciências Contábeis, História, Pedagogia e Psicologia da Unidade Lorena, Pesquisador do Laboratório Inovação Acadêmica (LIA), do Portal valedoparaíba.com e do Centro Salesiano de Pesquisas Regionais – Prof. José Luiz Pasin. Membro efetivo do IEV (Instituto de Estudos Valeparaibanos) e da Academia de Letras de Lorena, onde ocupa a cadeira 7, cujo patrono é Darcy Leite Pereira.

diegoamaro.com | diego@diegoamaro.com

.

Comentários desativados em Artigo: “Já imaginou como é ser escravizado no século XXI?”


.A TV Canção Nova veiculou uma entrevista do jornalista Reinaldo Puccini com a advogada trabalhista e previdenciária Maria Lúcia Rodrigues, ex-aluna do UNISAL, que abordou a realização dos pedidos de salário maternidade ou de aposentadoria por idade pela internet ou telefone. A participação foi realizada em 21 de maio de 2018 e veiculada durante o Jornal CN Notícias. Assista pelo link abaixo:

https://youtu.be/qCHk7S51Rzc?t=327.

Comentários desativados em TV Canção Nova: advogada e egressa do UNISAL discute os serviços agendados do INSS


.A atuação de Bruno Creado, Prof. e Coordenador do Curso de Direito do UNISAL – Unidade Lorena/São Joaquim, ganhou destaque na sessão “Meu trabalho transforma”, da Revista Ensino Superior. Clique na imagem para ler o conteúdo.

clipping revista ensino superior.

Comentários desativados em Revista Ensino Superior: docente e coordenador de Direito do UNISAL em destaque


.Os ex-alunos de Computação do UNISAL João Bosco Junior e Abner Lucas participaram de uma reportagem exibida em 14 de maio de 2018 sobre as formas de combate ao bullying, depressão, suicídio e outros problemas que surgem em ambiente escolar e na sociedade como um todo. Eles e outros dois colegas de classe concluíram o curso em 2017, e utilizaram a plataforma Twipp como trabalho de conclusão de curso. Além deles, participa também da reportagem a advogada, colaboradora do UNISAL e Mestranda em Direito Fábia Maruco, que escreveu um artigo sobre o tema com o Prof. Lino Rampazzo – confira AQUI.

Assista a reportagem: https://goo.gl/ueULNW,.

Comentários desativados em TV Novo Tempo: egressos da Computação e Mestranda em Direito discutem o bullying


.

Os cursos de Engenharia do UNISAL – Unidade Lorena/São Joaquim são os organizadores da VI Reunião Latino-Americana CDIO, que será realizada de 02 a 04 de maio. Palestras nacionais e internacionais, workshops, congresso técnico e o compartilhamento de experiências são os componentes do evento, com a temática  “Processo de aprendizagem dos Cursos de Engenharia e Tecnologia”.

http://www.semesp.org.br/noticias/unisal-realiza-vi-reuniao-latino-americana-cdio/

Vários profissionais de renome serão reunidos em um único lugar para discutir temas relacionados ao Direito Imobiliário. Trata-se do III Congresso Ibero-Americano de Direito Imobiliário, que irá acontecer nos dias 23, 24 e 25 de maio de 2018, no Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Unidade Lorena – Campus São Joaquim. Temas como “O Direito à moradia”,  “Problemas de Regularização e Fraude e sustentabilidade” e “Fraude da propriedade” são alguns dos assuntos a serem abordados por profissionais do UNISAL, da Universidad Central de Chile e da Universidad Carlos III de Madrid (Cátedra UC3M – UCEN de Derecho Inmobiliario).

http://www.semesp.org.br/noticias/unisal-promove-iii-congresso-internacional-de-direito-imobiliariosemesp/

.

Comentários desativados em Semesp destaca eventos internacionais promovidos pelo UNISAL


.O Hino Nacional Brasileiro é lembrado neste mês de abril (13/04) em todo o país por sua criação em 1909. A equipe de reportagem da TV Canção Nova foi às ruas para saber dos brasileiros se a letra ainda faz sentido na atualidade. A reportagem de André Cunha e Genilson Pacetti contou com a participação do ex-aluno do curso de História João Abrunhosa.

https://youtu.be/d1q8aXTIGLI?t=101.

Comentários desativados em Canção Nova: ex-aluno avalia real sentido do Hino Brasileiro na atualidade


.Na última reportagem especial sobre a formação de sacerdotes, apresentada na TV Canção Nova, você vai conhecer o trabalho pastoral de dois padres de diferentes gerações. Um deles é Padre Mario Bonatti, assessor salesiano do UNISAL, em Lorena-SP. A reportagem foi exibida no Jornal Canção Nova em 05 de abril de 2018. Confira:

https://www.youtube.com/watch?v=CoMwdc6CH3Y.

Comentários desativados em TV Canção Nova: Pe. Mario Bonatti em reportagem sobre o sacerdócio


.Em 2018,  duas mil casas do Programa “Minha Casa Minha Vida” foram entregues no Vale do Paraíba. O repórter da TV Canção Nova Adilson Sabará foi conferir de perto a realidade de algumas dessas pessoas que puderam realizar o sonho da casa própria. Diego Amaro de Almeida, Professor do UNISAL e historiador, conversou com a equipe sobre este assunto. Confira:

https://youtu.be/6DApnICuX54?t=127.

Comentários desativados em TV Canção Nova: problemas e soluções diante da falta de moradia


.De 10 a 20 de abril, os bispos brasileiros estarão reunidos em Assembleia Geral na cidade de Aparecida, no interior de São Paulo. Por isso, a TV Canção Nova exibe uma série especial sobre o tema do encontro: a formação presbiteral. Você vai saber como nasce uma vocação ao sacerdócio e como acontece o caminho de discernimento. A reportagem conta com a participação do Prof. Lino Rampazzo e do ex-aluno de Psicologia Carlos Soares.

https://youtu.be/fwtQ-qrYOqE.

Comentários desativados em TV Canção Nova: como nasce uma vocação


.O mês da mulher é comemorado no UNISAL com conscientização e informação. A psicóloga Paula Amaral, docente da área no UNISAL, conversou com a Rádio Aparecida  sobre os obstáculos que ainda são enfrentados pelas mulheres para ascender a cargos de liderança. A reportagem fez parte de um especial sobre a mulher, exibido em rede nacional no Jornal Brasil Hoje. Confira o link (aos 10 minutos e 40 segundos):

http://www.rcr.org.br/multimidia/podcasts/jornal-brasil-hoje/jornal-brasil-hoje-edicao-numero-8069-06-de-marco-de-2018

Além dela, a psicóloga e ex-aluna Cássia Valéria também foi entrevistada no especial, conversando com a  jornalista Bruna Reis sobre os padrões de beleza. Confira no link (a partir dos 15 minutos): http://www.rcr.org.br/multimidia/podcasts/jornal-brasil-hoje/jornal-brasil-hoje-edicao-numero-8072-09-de-marco-de-2018

 .

Comentários desativados em Professora e ex-aluna discutem os desafios da mulher na sociedade


.Estar acima do peso causa desconforto – não pela condição física em si, mas muitas vezes por conta da reação de outras pessoas com a questão do sobrepeso. Esse preconceito, chamado gordofobia, torna-se cada vez mais comum. Dados do Ministério da Saúde indicam que, em 2006, 42,7% da população brasileira estava acima ou com sobrepeso. Em 2017, este número atingiu 53,8%. A psicóloga e ex-aluna do curso de Psicologia do UNISAL, Gilsi Rodrigues, foi entrevistada pelo apresentador Marcelo Pacífico no Conexão Total, da Rádio Aparecida: confira como foi a conversa: http://www.a12.com/radio/noticias/ataques-de-gordofobia-sao-recorrentes-no-cotidiano-dos-brasileiros.

Comentários desativados em Rádio Aparecida: ex-aluna de Psicologia aborda a gordofobia entre os brasileiros