UNISAL inicia o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Espaço Litúrgico: Arquitetura e Arte Sacra

Publicado em: 18/07/2017

Pós-Graduação Geral_2017 - CopiaNo início do mês de julho de 2017 o UNISAL (Centro Universitário Salesiano de São Paulo) recebeu novos alunos para cursos de Especialização no Campus Pio XI, em São Paulo, capital. Entre eles está a primeira turma de “Espaço Litúrgico: Arquitetura e Arte Sacra”, curso de Pós-Graduação Lato Sensu que está sendo desenvolvido em parceria com o Setor de Espaço Litúrgico da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). O número de inscritos superou as expectativas. Oriundos de todas as regiões do Brasil, entre padres, leigos, arquitetos, engenheiros e artistas plásticos, são 40 os participantes do curso. A procura pela Especialização foi tão grande que já existe fila de espera para nova turma que será formada em 2018.

Segundo P. Thiago Faccini, assessor do Setor de Espaço Litúrgico da CNBB e que também faz parte do corpo docente e da coordenação da Pós-Graduação com a Profa. Elza Helena de Abreu, a intenção do curso é capacitar arquitetos, engenheiros, artistas, padres e agentes de pastoral na elaboração e execução de projetos de construção, reforma, adaptação e preservação dos espaços celebrativos, em coerência com a eclesiologia própria do Concílio Vaticano II e respeitando as normas litúrgicas. Está merecendo destaque o cuidado com a constituição de lugares funcionais e mistagógicos para acolher a assembleia e poder realizar adequadamente as diversas celebrações do mistério de Cristo.

Caroline Salgueiro Fenato relatou que integra uma equipe que trabalha com Arte Sacra em todo o país, e que se matriculou na Pós-Graduação em Espaço Litúrgico assim que soube da abertura do curso. Ao se formar em Arquitetura e Urbanismo, ela encontrou uma demanda que não fora prevista por ela e nem pela instituição de ensino em que se graduou: projetos de construção e reforma de igrejas. Ao pensar os espaços sagrados, aspectos como composição, funcionalidade e estética são analisados, assim como a simbologia que faz parte do conjunto. Os desafios para realizar uma obra de qualidade são múltiplos. Para Caroline, chamou-lhe atenção um dos ensinamentos transmitidos em aula pelo professor Pe. Luiz Eduardo Pinheiro Baronto: “Deus se faz presente nos vazios”.

O desafio de projetar igrejas e espaços de oração também faz parte do dia a dia de Ronei Costa Martins Silva, Arquiteto Urbanista, que até então não havia encontrado uma Pós-Graduação que suprisse essa necessidade tão específica. “Eu organizava o espaço celebrativo a pedido de padres e comunidades, sempre buscando tornar os ambientes mais acolhedores e reveladores. Mas faltavam subsídios, conteúdos que tornassem os projetos mais coerentes e eficientes”. Mesmo estando no início do curso, Ronei afirma já estar satisfeito com o que foi aprendido até então. “O arquiteto que assume o desafio de trabalhar em um espaço sagrado precisa buscar um tripé: conteúdo, pesquisa e vivência no espaço litúrgico, e encontramos tudo isso aqui”.

 

Alunos iniciam o segundo módulo de Pós-graduação lato sensu em Liturgia

O dia 03 de julho também marcou o início do 2º Módulo da Pós-Graduação Lato Sensu em Liturgia, curso que é promovido pelo UNISAL em parceria com o Centro de Liturgia Dom Clemente Isnard e que conta com um corpo docente de mestres e doutores dedicados à pesquisa e ensino da Liturgia. Ao contrário da Pós em Espaço Litúrgico: Arquitetura e Arte Sacra, que trata de um campo do saber e ação específica, a Pós em Liturgia abrange toda a vida celebrativa da Igreja.

Pe. Hernaldo Pinto Farias – que juntamente com a Profa. Elza Helena de Abreu e o Pe. Francisco Inácio Vieira Junior integra a Coordenação do Curso como membro do Centro de Liturgia Dom Clemente Isnard – explica que o primeiro módulo foi uma preparação, a formação de uma base para que todos os alunos pudessem compreender os fundamentos principais da Liturgia de Igreja, e que o segundo módulo está detalhando a pastoral litúrgica e os sacramentos, a partir do Concílio Vaticano II. Uma das determinações do Concilio foi de que cada diocese tivesse uma Comissão de Liturgia, por exemplo. O curso contribui para que os alunos possam estar a serviço das diversas dioceses como Especialistas. Destaca que “o curso não tem apenas um campo teórico. Ele quer formar a pessoa que, na ação celebrativa, experimenta o mistério de Cristo”.

Fábio Carlos de Araújo, um dos pós-graduandos, destacou que uma das experiências mais gratificantes no curso é o laboratório litúrgico. “Poderíamos investigar nos livros a teoria, mas a vivência não está ali […]. Nas paróquias existe a acolhida e partilha do que é aprendido aqui”. O conteúdo do curso vai de encontro à carência que o Brasil tem de liturgistas com fundamentação teórica, histórica e sacramental, preparando pessoas para atuar no ensino, pesquisa e na própria vivência da Liturgia e renovação pastoral, compreendendo os desafios e adaptações necessárias, como a inculturação da liturgia.

Outra pós-graduanda em Liturgia é a bióloga Marly Aparecida Spadotto Balarin, mestre e doutora em Genética. Além de ter feito um curso de teologia para leigos (atualmente é leiga sacramentina), ela buscou a pós em Liturgia para contribuir com sua paróquia e arquidiocese, transformando o aprendizado em ações implementadas em seu trabalho pastoral. Isso reforça a importância e amplitude de alcance desses cursos de especialização – úteis não só para adquirir competências em nível profissional, mas também no campo pessoal e espiritual, ultrapassando as barreiras físicas da sala de aula.

Saiba mais sobre os cursos de Pós-Graduação em http://unisal.br/nivel-ensino/pos/.