UNISAL e PUC-Campinas sediam o ForExt

Mesa_ForExt

Legenda: Antonio Wardison (Vice-coordenador da Câmera Sudeste), Pe. Eduardo Capucho (Reitor do UNISAL), Profª. Maria Regina (Presidente do ForExt), Prof. Rogério Bazi (Coordenador da Câmera Sudeste).

 

O Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, e a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) sediaram, em 8 de abril, o Encontro anual da Câmara Sudeste do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Instituições Comunitárias de Ensino Superior – ForExt.

Com o tema: “A significatividade da Extensão para a formação cidadã de todos os envolvidos”, a mesa de abertura contou com a presença do Reitor do UNISAL, Pe. Eduardo Capucho. Também, compuseram a mesa a Presidente do ForExt, Profª. Maria Regina A. Silva, o Coordenador e o Vice-coordenador da Câmera Sudeste, respectivamente, Prof. Rogério Bazi e Prof. Antonio Wardison C. Silva, que também é Pró-Reitor de Extensão, Ação Comunitária e Pastoral do UNISAL.

O Encontro ocorreu no UNISAL, Unidade Campinas, Campus São José, com a participação de 28 Instituições de Ensino Superior, representadas por Pró-Reitores e Coordenadores de Extensão, totalizando 58 pessoas.

Após as saudações e considerações da mesa, iniciaram-se as atividades. No período da manhã, o Prof. Adolfo Inácio Calderon, da PUC-Campinas, versou sobre a Extensão e o conceito de comunidade externa, com um elevado acento ao panorama organizacional das universidades, seus principais desafios e oportunidades. No período da tarde, o Prof. Wanderley Chieppe Felippe, da PUC – Minas, discutiu sobre as modalidades da extensão e os critérios de avaliação, à luz da Resolução “Diretrizes da Extensão, promulgada pelo Ministério da Educação (MEC) em dezembro de 2018.

O evento encerrou-se às 17h, com o Encontro de Coordenação Nacional do ForExt, que foi promovido para definição de temas para o encontro nacional do ForExt, que está programado para novembro, em Passo Fundo (RS).

O ForExt é um importante espaço de diálogo com os diversos setores da política da Educação Superior do Brasil e visa aproximar cada vez mais as intuições das questões de extensão, fazendo com que todos participem da educação superior brasileira, sendo ela pública, privada ou comunitária.

A criação do Fórum Nacional trouxe às instituições a dimensão de sua atuação política no processo de discussão sobre a Extensão no Brasil. Com temas sempre atuais, o Forext busca trazer novas faces para os debates nos Encontros.