Cursos de Engenharia mudam com as novas Diretrizes Curriculares Nacionais

Publicado em: 01/07/2019

O UNISAL foi protagonista e iniciou as mudanças em 2018, quatro anos antes do prazo estipulado pelo MEC

 

engenharia-producao

Os cursos superiores de Engenharia no Brasil estão passando por modificações importes em suas matrizes, o que significa que a forma como a Engenharia é ensinada vai mudar, e para melhor. No Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, essas mudanças nas matrizes tiveram início já em 2018, de forma sistemática, em todos os cursos, entre eles de Engenharia.

A principal transformação, de acordo com o Reitor da Instituição, Pe. Eduardo Capucho, está em formar profissionais que consigam ter pleno domínio das competências técnicas e acadêmicas que aprenderam, sem esquecer das competências humanas e sociais, essenciais para que haja uma formação completa.

“O UNISAL apresenta uma formação humana e acadêmica que estabelece a união entre a técnica e o conhecimento, com a visão de construção de soluções para a sociedade, com olhar sensível às necessidades que se apresentam. Com o Projeto Integrador e de Vida, nossa proposta central que abrange todas as disciplinas dos cursos oferecidos, de forma transversal, o aluno encontra espaço para idealizar e realizar propostas, projetos e ações com efetiva participação social, e ampla capacidade acadêmica de formação profissional”, afirma.

As novas Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) passaram pelo processo de homologação no Ministério da Educação (MEC), com posterior publicação no Diário Oficial, em 23 de abril deste ano. Ao longo do processo de resoluções e aplicações cabíveis às DCNs, o UNISAL esteve presente durante as audiências públicas, participando de forma assídua e assertiva para apoiar uma reestruturação condizente com as necessidades do Ensino Superior para a juventude de hoje; muito mais conectada, engajada socialmente e com desafios que precisam ser encarados com inovação, criatividade, competência e profissionalismo.

O MEC estipulou que as DCNs devem ser implementadas pelos Centros Universitários, Universidades e Faculdades em até três anos. Nesse sentido o UNISAL saiu na frente e já reformulou seus cursos, oferecendo um diferencial para quem sonha em ser um engenheiro de destaque no mundo do trabalho e a frente do seu tempo.

“Nossa preocupação com a qualidade no Ensino Superior está ligada à qualidade de vida e do profissional que estamos formando. Nossos alunos são orientados durante todo o curso a agir como protagonista, autônomo e com uma visão que o forme para a vida e para o mundo do trabalho, onde pessoas são tão importantes quanto as metas e os números”, concluiu o Reitor do UNISAL.