27 jul

Revista Cliente SA (Saúde financeira em primeiro lugar – Vasconcellos Vilarino)

.

vasconcellos-revistasa

Vasconcellos Vilarino, Professor do Curso de Graduação em Administração do UNISAL São Paulo/Santa Teresinha foi entrevistado pelo Portal da Revista Cliente SA sobre o aumento das taxas de jutos. Confira a matéria! 

Com taxas mais altas, o risco de inadimplência entre os consumidores é maior

As consequências do aumento nas taxas de juros são muitas. Mas uma das principais é o aumento da inadimplência. Para Vasconcellos Vilarino, professor de administração do Unisal, nesse cenário, o mais indicado para os consumidores é evitar a tomada de crédito. “O ideal é reduzir o consumo presente em prol de sua saúde financeira. Entretanto, os consumidores que aceitarem as elevadas taxas correm o risco de se tornarem inadimplentes caso o grau de atividade econômica se reduza ainda mais”, comenta.

 Com isso há impacto também no número de empregos, refletindo mais uma vez na taxa de inadimplência. “A inadimplência tem diversas razões. São elas: o aumento da inflação, que reduz a renda das famílias, os reajustes salariais menores sem ganhos reais, o aumento da taxa de desemprego e, principalmente, a falta de planejamento no momento de tomar o crédito – fruto de um otimismo muitas vezes sem fundamento, além do desconhecimento por grande parte da população das elevadas taxas de juros que compõem os empréstimos”, afirma Vilarino.

 Ao mesmo tempo, as instituições financeiras tendem a tornar mais rígidos os critérios para concessão de crédito, controlando os riscos e diminuindo a disponibilidade de novos recursos, segundo o professor. “Tudo isso contribui para a redução da atividade econômica do país”, explica.

Fonte: Revista Cliente SA 

.

Comentários

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Leia Também