20 jan

Oportunidades de emprego para a Copa de 2014

.

                                                                                                                                                                                                 *Prof. Vasconcellos V. dos Santos

workerA Copa do Mundo de 2014 está batendo à nossa porta. Brasil e Croácia estarão em campo em 17 de junho, às 16h. Os organizadores do evento rezam para que o estádio do jogo inaugural fique pronto até abril. O Ministro do Esporte diz que nunca viu um casamento em que a noiva não atrasasse e não se realizasse em razão do atraso. Também, nunca vi casamento em que a igreja não estivesse pronta… Apesar disso tudo, com ou sem dificuldades a competição ocorrerá. Assim seja. 

Aqueles que entrarão em campo terão a oportunidade de impulsionar suas carreiras durante o evento, mas também fora dos gramados vagas de emprego serão criadas, não somente nas cidades que sediarão o campeonato mundial.

 A construção civil é uma das áreas mais dinâmicas em razão da competição. Além da contratação de engenheiros e operários, abrem-se vagas para executivos, como gestores de obra, que são cargos mais estratégicos. Outra boa oportunidade para os administradores é o setor de marketing esportivo, que nos últimos anos teve um crescimento expressivo e deve aumentar sua importância com a proximidade da Copa 2014 e das Olimpíadas 2016.

Após a conclusão de toda a infraestrutura e das bolas rolando, entram em campo os profissionais que lidarão com a organização do evento: seguranças, guias turísticos, garçons, camareiras e demais profissionais de menor qualificação.

O setor de transporte em todas as suas modalidades estará superaquecido, do avião ao táxi. Os setores de hotelaria e de serviços ligados à alimentação e ao lazer também terão grande movimentação. Não nos esqueçamos de que os turistas não se interessam apenas por futebol. Muitas dessas oportunidades estarão nas empresas de pequeno e médio porte.

Um exemplo de como o evento está gerando empregos é a construção de dois novos empreendimentos hoteleiros no Rio de Janeiro: o Windsor Mar da Barra Hotel e o Arena Leme Hotel, no valor total de R$ 132 milhões, financiados pelo BNDES. Os projetos devem gerar, no total, 3.672 empregos diretos e indiretos.

Entre os turistas torcedores temos homens de negócio e futuros apaixonados pelo Brasil, por isso, terminada a Copa 2014, dois segmentos econômicos tendem a sair fortalecidos: o de comércio exterior e o de turismo.

É importante lembrar que muitas das vagas preenchidas com foco na competição se tornarão vagas de longo prazo para os melhores e mais dedicados trabalhadores. É pouco provável que uma empresa dispense um profissional qualificado que a ajudou a impulsionar seus resultados durante a Copa.

Fique atento, qualifique-se, lembre-se que um segundo idioma nesse momento é mais que necessário para as oportunidades que estão à nossa porta. E acima de tudo, vamos torcer de coração pelo HEXA.

 *Prof. Vasconcellos V. dos Santos – Professor do UNISAL São Paulo/Santa Teresinha no Curso de Administração.

.

Comentários

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Leia Também