Unisal - Centro Universitário Salesiano de São Paulo Imprensa / Clipping

12 fev

Educação Física: mercado e desafios no ano de Olimpíadas no Brasil

.

Muitas áreas estão envolvidas nos Jogos Olímpicos que ocorrerão no mês de agosto no Brasil: infraestrutura arquitetônica e material para alojamento e prática das modalidades esportivas, mobilidade urbana, infraestrutura hoteleira, segurança, pessoal de atendimento aos espectadores, e outras. São aspectos que podem deixar um legado para a cidade do Rio de Janeiro, seja ele bom ou ruim.

A área de treinamento a atletas, na qual atuam preparadores físicos, técnicos, médicos e fisioterapeutas vem sendo dirigida pelos profissionais de Educação Física. Segundo o diretor de Recursos Humanos dos jogos olímpicos, Henrique Gonzales, em matéria de 16.09.15 publicada pelo G1, as oportunidades de trabalho chegarão a mais de 90 mil, sendo cinco mil diretamente ligadas ao comitê olímpico em cargos de lideranças, líderes de voluntários, coordenação de fotografia, atendimento de atletas, gestão de transportes e equipamentos esportivos. As outras 85 mil oportunidades serão atendidas aos fornecedores de serviços dos jogos. Uma dica bem interessante para os professores de Educação Física aplicarem nas escolas que trabalham são os cursos oferecidos pela plataforma de ensino a distância Transforma, uma parceria com o Ministério da Educação, com conteúdos e atividades sobre os jogos Rio 2016 (http://www.rio2016.com/educacao/ensino-distancia). 

É inegável que para uma qualidade de vida eficaz é necessário um estilo de vida ativo, o qual deve ser orientado por profissional especializado com formação em Educação Física. Se você deseja ser Professor de Educação Física nas áreas de treinamento, preparação física, reabilitação, entre outras, a indicação é cursar o Bacharelado, que o direcionará a acompanhar de forma ética, conhecimentos apropriados e atualizados, a preparação física e o treinamento de exercício físico, modalidades esportivas individuais e coletivas, dentro de sua área de especialização.

Mas se optar pela área acadêmica, ou como Professor de Educação Física escolar deve cursar a Licenciatura, em que terá a missão de realizar um trabalho eficiente, que exige bastante conhecimento e dedicação por toda a vida, sobre prática regular de atividades físicas, seja na escola, onde a pessoa tem os primeiros contatos com a atividade física, o exercício físico, e a iniciação esportiva.

Agora a escolha é sua: independentemente de sua decisão, os benefícios profissionais e pessoais serão mútuos.

Marília-Kobal(ed-fisica)

Prof.ª Me. Marília Corrêa Kobal – Coordenadora do Curso de Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) do UNISAL, Unidade Campinas, Campus Liceu Salesiano.

.

Comentários

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

Leia Também