Na hora de buscar o primeiro estágio ou emprego, o currículo do candidato deve conter alguns requisitos básicos, como conhecimento em informática e línguas estrangeiras, além de detalhar experiências profissionais anteriores, se houver. Mas há outros diferenciais que podem chamar a atenção dos recrutadores, então vale a pena conferir quais informações podem constar no currículo e destacá-lo entre os demais.

Um requisito que as empresas têm procurado entre seus candidatos é a realização de trabalhos voluntários, pois além de ser uma atividade que promove a formação pessoal, também é considerada uma ótima preparação para os desafios que surgirão no mercado de trabalho.

Além disso, o voluntariado ajuda a desenvolver habilidades como comprometimento, liderança, boa comunicação e capacidade de trabalhar em equipe, o que envolve também sensibilidade, humanidade e proatividade – características essenciais para lidar com problemas comuns no mundo corporativo. Por isso, a presença de um trabalho voluntário no currículo pode ser um critério de desempate entre dois ou mais candidatos.

Não tenho nenhuma experiência profissional – o que devo escrever em meu currículo?

Antes de ingressar no primeiro emprego ou estágio, essa é uma dúvida bastante comum. Se o candidato realizou algum trabalho voluntário, ele pode constar como experiência profissional no currículo, assim como alguns projetos realizados na faculdade ou outras atividades relacionadas à futura profissão.

E se o candidato já tem experiência profissional, o voluntariado também pode constar no currículo, no tópico “outras informações” ou “projetos complementares”. É importante detalhar o período de participação, principais funções, habilidades desenvolvidas e o nome da instituição onde realizou o trabalho.

E assim como os cursos extracurriculares, as atividades voluntárias são uma ótima forma de adquirir novos conhecimentos, interagir com outras pessoas e crescer não só na vida profissional, mas também como indivíduo.