Para alguns alunos, fazer uma faculdade pode significar a entrada no mercado de trabalho e o exercício de sua profissão em alguma grande empresa, agência, ONG ou outra instituição. No entanto, para outros, pode ser o uso de seus estudos para realizar pesquisas, entender melhor o mundo que os cerca, realizar descobertas científicas ou sociais e aperfeiçoar o aprendizado para cada vez mais para se tornarem referências em suas áreas de pesquisa.

Este segundo tipo de aluno é mais comum do que se imagina, tendo havido um grande aumento de interessados no campo acadêmico e da pesquisa nos últimos anos, por diversas razões. No entanto, ainda resta uma dúvida no ar de como fazer para seguir este caminho, visto que na maioria das vezes apenas a imagem do mercado de trabalho e da vida profissional em empresas é explorada pelas grandes instituições de ensino.

Em primeiro lugar, independente da faculdade que escolher, é aconselhável ao aluno que deseja ser pesquisador buscar algum programa de Iniciação Científica, que já irá colocá-lo em contato com o ambiente de pesquisa e a linguagem acadêmica, fazendo com que ele(a) possa identificar se é o caminho que deseja seguir. Esse tipo de programa é comum na maior parte das Universidades, que possuem linhas de pesquisa variadas e que se adequam aos diferentes perfis de aluno.

Após a Graduação, o caminho a ser seguido pelo aluno é o de uma Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado), a fim de continuar com suas pesquisas, produzindo e publicando artigos, participando de congressos e fazendo com que seu nome se torne mais conhecido, facilitando a conquista de um bom emprego na área. Para algumas faculdades, relacionadas à área de Biológicas, em especial às de Saúde, esse caminho se torna mais comum por possuir mais incentivos, do que nas áreas de Exatas e Humanas, nas quais muitos ainda preferem seguir o caminho do mercado de trabalho.

 
Independente da área, não existe uma faculdade certa para se tornar pesquisador ou cientista; cabe ao aluno buscar informações na própria Instituição ou após sua formatura. Da mesma forma que no mercado de trabalho, o meio acadêmico exige estudo; por isso é necessário ter os objetivos sempre claros para seguir o caminho desejado e obter resultados de sua escolha.