Arquivos da categoria: PLANO INSTITUCIONAL DE SUSTENTABILIDADE

Aluno UNISAL é beneficiado por Bolsa de Pesquisa da FAPESP com projeto sobre sustentabilidade

Futuro Engenheiro Mecânico irá estudar sustentabilidade e promover geração de renda com descarte correto de resíduos

“É com grande satisfação que comunico a aprovação de nosso Aluno Adhemar de Carvalho Monteiro Junior, do 6° semestre de Engenharia Mecânica do UNISAL- Unidade Lorena, com a  bolsa de iniciação científica da FAPESP”.

A mensagem de orgulho é do Professor Renann Pereira Gama, do curso de Engenharia UNISAL, Unidade Lorena.

O UNISAL incentiva a prática da pesquisa e o protagonismo entre seus alunos. Em consonância com essa missão, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo Pesquisa (FAPESP), uma iniciativa que apoia a execução de pesquisa científica, convida Alunos do UNISAL para participarem do projeto.

E o convite foi bem aceito pelo estudante Adhemar. E o grau de dificuldade para a conquista desse benefício também foi algo destacado pelo professor Renann, que o acompanhou nessa conquista. “Mesmo em instituições públicas a aprovação de trabalhos por essa agência de fomento é uma tarefa difícil principalmente pelo alto nível de cobrança e exigência da FAPESP”.

A bolsa de iniciação científica conquistada pelo futuro engenheiro mecânico é no valor de R$ 695,70 por 12 meses, mais uma reserva técnica de 10% do valor anual da bolsa.

A sustentabilidade adotada no conteúdo pesquisa também foi relevante para que a FAPESP entendesse a importância desse tema e aprovasse o projeto.

O trabalho intitulado “Projeto de desenvolvimento de um equipamento para a reutilização de óleo de cozinha”, visa a criação de um equipamento prático, que facilite o armazenamento e a reutilização de óleo de cozinha transformando-o em sabão ecológico e facilitando seu manuseio e descarte correto deste resíduo.

Adhemar pretende analisar o impacto ambiental proveniente do descarte incorreto deste resíduo, e com isso, desenvolver uma forma menos agressiva, ao meio ambiente. A produção deste produto poderá, ainda, reduzir gastos domésticos na compra de sabão e gerar renda extra para donas de casa, que poderão utilizar o equipamento para auxiliar na produção de sabão que, por sua vez, poderá ser ofertado às residências e aos pequenos restaurantes.

O UNISAL tem orgulho de seus estudantes.

ECOPLUG Celeritas promove energia sustentável no UNISAL

Durante um ano (2018-2019) a Professora do Curso de Engenharia Mecânica e Coordenadora do Projeto Celeritas do UNISAL, Regina Cabette, e os Alunos Gabriel Concentino (Engenharia Civil), Thaís Gabrieli e Silva (Engenharia Mecânica), Diogo Andrade e Fagner Santos (Ex-Aluno da Engenharia Mecânica) e Juliano Sabino (Engenharia Eletrônica trabalharam e inauguraram, em maio de 2019, o Ecoplug Celeritas.

IMG-20190516-WA0000

O projeto), realizado por meio de parceria com uma empresa especializada na prática sustentável  com o uso da energia solar, conta com essa fonte de energia renovável para recarregar baterias de celulares e computadores dos alunos e de toda comunidade educativa, além das baterias dos carros produzidos para competições e para as pesquisas do Projeto Celeritas, dos Cursos de Engenharias do UNISAL.

Apesar de ser uma iniciativa dos cursos de Engenharia do UNISAL, o novo espaço, localizado no hall do Prédio Padre Mario Bonatti, é voltado para todos os cursos e todo o público que visita o UNISAL.

IMG-20190516-WA0001

Gabriel Concentino, um dos alunos envolvidos na iniciativa, conta que o maior desafio do grupo foi conseguir os painéis solares, que são de alto custo. Por isso, a parceria de uma empresa especializada foi fundamental para tal feito.

Confira o vídeo de Gabriel Concentino AQUI.

O projeto UNISAL CELERITAS foi criado em outubro de 2014 com uma equipe interdisciplinar de alunos das Engenharias, Direito, Administração entre outros, com o objetivo da pesquisa e construção de um carro ecológico para duas pessoas (elétrico movido a energia solar, eólica e freio regenerativo). Apesar do alto custo dos equipamentos, a equipe nunca desistiu. O resultado de tanto esforço, dedicação e pesquisa, rendeu-lhes fruto. Em abril de 2018 participou da competição GP Petrobras de Energia Sustentável em interlagos SP, competiu na modalidade Carro Elétrico ficando em 4º lugar com o carro Eco Bonatti!

ecoplug celeritas

O projeto Celeritas ainda conta com pesquisas na área de energias renováveis. “O objetivo é desenvolver e criar um centro de energias renováveis no campus e o início é o Ecoplug, com um projeto de um quiosque solar no térreo do prédio Mario Bonatti para os alunos carregarem seus notebooks e celulares com energia solar”, revela Gabriel.

Muitas práticas são possíveis também graças aos Programas de Iniciação à Pesquisa.

E saiba mais sobre o grupo e como usufruir desse espaço na Fanpage do Grupo. Acesse AQUI.

Teoria e Prática: Obra da Tamoios recebe visita de Alunos da Engenharia Civil do UNISAL

 Alunos conhecem compromisso ambiental aliado à engenharia

Foto: Rodovia dos Tamoios (divulgação)Foto: Concessionária Rodovia dos Tamoios (divulgação)

Trajados de capacete, colete e muita inspiração, os Alunos do Curso de Engenharia Civil do UNISAL, Unidade Lorena, visitaram o trecho de obras na rodovia dos Tamoios, que liga do Vale do Paraíba ao Litoral Norte.

A atividade foi realizada em 25 de março, mas somente agora foi divulgada no Portal da Concessionária que administra a Rodovia. Confira AQUI.

A Coordenadora do Curso de Engenharia Civil do UNISAL, Professora Doutora Mariana Motta e os estudantes Igor de Abreu e Karina Ramos foram acompanhados pelo engenheiro da Concessionária Tamoios, Mathias Loch, ao longo da visita técnica.

Foto; Concessionária da Rodovia dos Tamoios (divulgação)

Foto: Concessionária da Rodovia dos Tamoios 

A verdadeira aula a céu aberto foi realizada no km 73 da rodovia. “Os estudantes puderam coletar amostras do solo em um dos taludes com escorregamento e, em seguida, fizeram ensaios de caracterização e estabilidade de taludes”, revela a reportagem.

Durante a visita, os alunos conheceram informações sobre o local, como perfil topográfico, data de escorregamento e dados pluviométricos.

Os procedimentos técnicos da engenharia vivenciados na prática vão servir de informações para os futuros engenheiros desenvolverem seus TCCs (Trabalho de Conclusão de Curso).

Foto: Concessionária da Rodovia dos Tamoios (divulgação)

Foto: Concessionária da Rodovia dos Tamoios

Iniciadas em dezembro de 2015, as obras de duplicação do trecho de Serra da Rodovia dos Tamoios atingiram a marca de 51,13% de conclusão, em 2019. A Concessionária Tamoios executa o projeto, que tem previsão de seis anos de duração. Para realização destes investimentos será aplicada a quantia de R$ 4,5 bilhões.

Aos alunos do UNISAL coube o desafio de visitar a grande construção em um dos acessos mais visitados por turistas do prazer inteiro. Um verdadeiro palco de aprendizado sobre como aliar desafio ambiental à engenharia.

Segundo a Concessionária, pelo fato de a implantação da nova pista ter 85% de sua área de execução dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, foram priorizados viadutos, túneis e pontes, totalizando mais de 12 quilômetros, tendo, inclusive um dos túneis com 5,55 quilômetros ininterruptos, o maior do Brasil. A empresa admite que tais projetos representam 72% do total da obra e preservam ao máximo a Mata Atlântica e a diversidade ecológica da região.

 

 

Instituto de Estudos Valeparaibanos cuida do Patrimônio Ambiental do Vale

IEV- LOGOTexto: Mariana Bastos- jornalista do IEV

Com sede em Lorena (SP), UNISAL, o Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV) é uma associação sem fins econômicos, de caráter cultural, com atuação voltada ao desenvolvimento harmônico da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte e à preservação de seu patrimônio histórico e ambiental. Embora tenha sido fundado em 1973, por um grupo liderado pelo professor universitário José Luiz Pasin, o IEV começou a ser idealizado um ano antes, durante o I Simpósio de História do Vale do Paraíba.

Na época, pouco se discutia sobre patrimônio histórico e cultural, e poucos eram os pesquisadores que se dedicavam ao Vale. Mas havia uma consciência dos problemas que a região enfrentava – e que incluíam o empobrecimento da população e o descaso pela cultura –, e as universidades começaram a despertar para o fato de que era necessário – e urgente – buscar uma atuação mais crítica e participativa na sociedade, que visasse ao desenvolvimento sustentável, ao bem-estar social e à preservação histórica e cultural.

O Simpósio de História, promovido em 1972 pela Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena, foi a resposta a essa urgência, e seus resultados positivos inspiraram a criação de uma organização que pudesse dar continuidade a esse trabalho. Nascia, assim, o Instituto de Estudos Valeparaibanos.

Com o objetivo de estudar a realidade vale-paraibana e incentivar a produção e a pesquisa sobre o Vale do Paraíba, o IEV atua em diferentes frentes, promovendo cursos,
palestras, conferências, seminários, simpósios, debates e premiações, voltadas a reconhecer ideias, atitudes e trabalhos artísticos, culturais e científicos que promovam a melhoria das condições de vida e o desenvolvimento sustentável em toda a região.

Além disso, o Instituto mantém um acervo bibliográfico e um Centro de Documentação sobre o Vale do Paraíba, bem como diferentes projetos que primam pelo bem-estar
social e pela preservação do patrimônio ambiental, histórico e cultural vale-paraibano, como o Núcleo de Educação Patrimonial e Ambiental (NEPA), que formou centenas de professores da rede pública de ensino para disseminar a importância desses aspectos da região, e a Secretaria de Defesa do Meio Ambiente, que centraliza iniciativas e
trabalhos em prol do meio ambiente.

Desde sua fundação, o IEV tem realizado um importante trabalho no Vale do Paraíba, com atuação na grande maioria dos municípios da região e com contribuição para a construção de uma sociedade mais justa e humanizada. Aos poucos, foi firmando-se como uma instituição de respeito e de liderança na área cultural em nível regional, com reconhecimento expressivo de diferentes setores da sociedade.

O IEV mantém um acervo bibliográfico e um Centro de Documentação sobre o Vale do Paraíba no UNISAL, que alimentam pesquisas e trabalhos de diferentes tipos e ao qual recorrem estudiosos de diversas áreas do conhecimento.

cesaper

​Para agendamento e consulta de obras: cesaper.lorena@unisal.br, falar com Aparecida Uchoas.

Sede: UNISAL – Lorena | Rua Dom Bosco, 284, Centro Lorena | CEP: 12.600-100
Tel: (12) 3159-2033
E-mail: iev.comunica@gmail.com

 

III Conferência de Educação Ambiental promove ações de conscientização sustentável em Lorena

SITE III CONFERENCIA EDUCAÇÃO AMBIENTAL (1)Com o tema: “Responsabilidade e cidadania – Unidos para a construção de uma sociedade mais ética, responsável, inclusiva e sustentável”, foi realizada neste dia 21 de novembro de 2018 a III Conferência de Educação Ambiental. Confira as fotos AQUI.

A atividade, voltada para profissionais de escolas públicas, particulares e universidades; Instituições fiscais e de pesquisa; Instituições da sociedade civil e empresas; Prefeituras municipais, Secretarias de governos e Órgão públicos; membros de Conselhos municipais e Comitês do Vale do Paraíba, teve como palco o UNISAL, em Lorena, e reuniu cerca de 150 pessoas.

A organização do evento é da Prefeitura de Lorena em parceria com o Movimento Nascentes do Rio Paraíba e com o apoio de instituições de ensino, dentre elas o UNISAL. As frentes foram representadas por Aparecida Uchoas, Professor Lázaro Silva e Professora Analice Barboza, respectivamente.

Além dos professores, convidados e autoridades, participaram também outras instituições, dentre elas o Conselho Municipal de Meio Ambiente, representado pela arquiteta Ingrid Elena Schnoor Nunes.

Na mesa de abertura, o UNISAL foi representado pela Professora  e integrante do Centro Salesiano de Pesquisas Regionais, José Luis Pasin, do UNISAL, Aparecida Uchoas. Ela deu as boas-vindas aos presentes e afirmou ser um prazer receber um evento deste porte na instituição.

DESTAQUE PARTE 2 III CONFERENCIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL  (27)

Em seguida, o Secretário de Meio Ambiente de Lorena, Willininton Portugal, fez uso da palavra. Aproveitou a oportunidade para expressar a alegria ao perceber que Lorena avançou nas questões ambientais. E afirmou que locais como Parque do Taboão e a Lagoa do Mondesir são espaços ideais voltados para educação ambiental.

A Prefeitura de Lorena também teve o representante da Educação como integrante da mesa de abertura. Júlio César Brebal recebeu o certificado “Amigo do Zé do Paraíba” das mãos do personagem que dá vida ao gigante Paraíba, Professor Lázaro Silva.

Lázaro enfatizou, ao longo do evento, os avanços do Movimento Nascentes do Rio Paraíba. E disse ser uma proposta de todos e depende da sociedade para sua continuidade.

A arquiteta Ingrid Nunes, do COMMAN, aproveitou a sua fala para convidar as crianças da Escola Municipal Maria José da Cunha Senne, para também participarem do Conselho Municipal. “A sociedade deve participar de conselhos, pois o poder público só consegue atuar, a partir dos apontamentos feitos pelos cidadãos”, afirmou.

O UNISAL também apresentou o trabalho de extensão realizado no Parque Ecológico Taboão, de Lorena (SP). Alunas do curso de Pedagogia orientadas, pela professora Euni Vieira e Silva, realizaram atividades com alunos da Escola Municipal Francisco Prudente de Aquino e Colégio São Joaquim no viveiro de mudas e trilha das águas, além de um momento especial de escuta dos cantos da avifauna do parque.

Além das mesas-redondas, palestras, grupos de trabalho e oficinas, o evento também apresentou exposições permanentes de projetos ambientais realizados ao longo do ano nas escolas. Dentre os projetos, os que destacam a proteção da mata ciliar, por exemplo.

A III Conferência também visa discutir e apresentar propostas  e instrumentos com base no planejamento do Plano de Educação Ambiental de Lorena, nos projetos, metodologias e vivências ecológicas em Ambientes de Aprendizagem e outras sugestões feitas pelo público presente.

Ao final, houve ainda a socialização  das propostas para Plano de Educação Ambiental, trabalho coordenado pela professora Analice Barboza e  pelo professor Lázaro Tadeu Ferreira da Silva.

 

 

 

UNISAL sedia e participa da III Conferência de Educação Ambiental

cartaz convite conferência ambiental

Tema: “Responsabilidade e cidadania – Unidos para a construção de uma sociedade mais ética, responsável, inclusiva e sustentável”.

Apresentação:

Segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que norteará a Educação Básica em todo o território brasileiro, diz que se faz necessária uma Educação Integral, que tem como propósito a formação e o desenvolvimento global dos estudantes, compreendendo “a complexidade e a não linearidade desse desenvolvimento, rompendo com visões reducionistas que privilegiam ou a dimensão intelectual (cognitiva) ou a dimensão afetiva” (BNCC, 2017, p. 14). Assim, todo o movimento em busca de uma educação voltada para às questões ambientais, se tornam essenciais para o desenvolvimento pleno do aluno como cidadão consciente, participativo e transformador da sociedade.

As conferências de Educação Ambiental, realizadas pelo Movimento Nascentes do Paraíba em parceria com diversos municípios, têm como referencia a “Carta de Aparecida à Nação Brasileira”, editada e aprovada por aproximadamente 1000 educadores, e tem como objetivo principal unir diferentes setores em prol de uma melhor qualidade do ambiente e qualidade de vida digna para a geração presente e futuras gerações.

 Objetivos da III Conferência de Educação Ambiental:

  • Apresentar atividades, ações e projetos de Educação Ambiental desenvolvidos, no ano de 2018, em escolas,  ambientes educativos e comunitários.
  • Apresentar propostas para planejamento de um Programa de Educação Ambiental para o município.
  • Propor uma agenda para o planejamento de Ações, Projetos, Diálogos e Conferência de Educação Ambiental a serem realizados em 2019.
  • Contribuir para ampliação de participantes no Grupo de Trabalho de Educação ambiental do Conselho Municipal de Lorena – COMMAM.
  • Contribuir para o envolvimento de instituições da sociedade civil, poder público, empresas e principalmente prestadores de serviços municipais, com os projetos de Educação Ambiental desenvolvidos no município.

Público:

Profissionais de escolas públicas, particulares e universidades; Instituições fiscais e de pesquisa; Instituições da sociedade civil e empresas; Prefeituras municipais, Secretarias de governos e Órgão públicos; membros de Conselhos municipais e Comitês do Vale do Paraíba.

PROGRAMAÇÃO

08h30 – Recepção.

 09h – Abertura.

- Apresentação Cultural – EM Maria José da Cunha Senne.

- Mesa de abertura: Diretora do Unisal, Secretário Municipal de Educação, Secretário

Municipal de Meio Ambiente, Coordenador do Movimento Nascentes do Paraíba e

Presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente – COMMAM.

9h15 - Projetos de Educação Ambiental  desenvolvidos na Rede Municipal de Ensino.

- Escola Municipal “Professora Maria José da Cunha Senne”.        .

- Escola Municipal “Governador Mário Covas”

- Escola Municipal “Ignêz Cardoso Ferreira”.

10h – Intervalo e abertura da Exposição Permanente.

10h30 – Instrumentos para o planejamento do Plano de Educação Ambiental de Lorena.

- Secretaria de Meio Ambiente de Lorena – CEE/PET.

-  Escola de Engenharia de Lorena – Campus USP.

- GT Educação Ambiental do Conselho de Meio Ambiente de Lorena – COMMAM.

- Coordenação de Projetos da Secretaria Municipal de Educação de Lorena – SMEL.

12h – Intervalo para almoço.

13h30 – Projetos, Metodologias e Vivencias Ecológicas em Ambientes de Aprendizagem.

- Escola Municipal “Professor Francisco Prudente de Aquino”.

- Colégio Salesiano “São Joaquim”.

- Movimento Nascentes do Paraíba.

- Centro Universitário Salesiano – UNISAL.

- Centro Universitário Teresa D Ávila – UNIFATEA.

15h – Grupos de trabalho.

- GTs – Educacional: Propostas ao Plano de Educação Ambiental.

Coordenação: Coordenadora de Projetos da Secretaria Municipal de Educação.

- GT – Institucional: Propostas de parcerias para desenvolvimento de projetos.

Coordenação – Coordenador do Movimento Nascentes do Paraíba.

16h – Plenária final: Socialização  das Propostas para Plano de Educação Ambiental.

Coordenação – Profª Analice Barboza e Profº Lázaro Tadeu Ferreira da Silva.

17h – Término.

Realização: Centro Universitário Salesiano – UNISAL, Movimento Nascentes do Paraíba e Secretaria Municipal de Educação de Lorena.

 Parceiros e Apoiadores:

Câmara Municipal de Lorena, Centro de Estudos de Tempo e Estudos Climáticos – INPE, Centro de Triagem de Animais Silvestres do IBAMA, Centro Universitário Teresa D Ávila – UNIFATEA; Colégio Salesiano “São Joaquim”, Colégio Técnico de Lorena – COTEL, Conselho Municipal do Meio Ambiente de Lorena – COMMAM, EM “Governador Mário Covas”, EM “Ignêz Cardoso Ferreira”, EM “Professor Francisco Prudente de Aquino”, EM “Professora Maria José da Cunha Senne”, Escola de Engenharia de Lorena – USP, Espaço Social Dona Emília, Fazenda Antiga Conceição, Floresta Nacional de Lorena do ICMBio, Grupo de Escoteiros Guaypacaré de Lorena, Instituto de Estudos Vale Paraibano – IEV, Lions Club de Lorena, Instituto de Saúde Educação e Comércio – ISEC, Parque Ecológico do Taboão, Prefeitura Municipal de Lorena, Projeto Guri – Polo Lorena, Sabesp Regional Lorena, Secretaria de Cultura e Turismo de Lorena, Secretaria de Esporte e Juventude de Lorena, Secretaria de Serviços Municipais de Lorena, Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Lorena,Vale Portal – Mapas, Guias e Folders, Vigilância Sanitária / Secretaria de Saúde de Lorena,

 

Licenciaturas UNISAL promovem ações em prol do meio ambiente

O mês de setembro de 2018 foi de muitas atividades para a Coordenação de Estágios do UNISAL.

2a72a886-1cd3-494e-92a8-20bd0f49f893 3ae634bf-9f7b-4c41-b56d-8afeab375543

Dentre elas, práticas em escolas e no Parque Ecológico do Taboão.

No Parque, no dia 23 de setembro de 2018, as Alunas do curso de Pedagogia, Evelyn Florêncio, Letícia Barreto, Rose Lilian Ribas e Girlene Santos realizaram uma ação pedagógica junto às crianças da EMEF Prof. Prudente de Aquino, de Lorena. Estiveram presentes também a Profª Euni Vieira e o Prof. Lázaro Ferreira, orientadores do projeto, além de Joice Silva, da coordenação de Estágios.

0f16f8eb-9718-4622-b6cd-29da33e5338e

O projeto integra as ações do Grupo de Trabalho de Educação Ambiental da Comissão de Pesquisa do Parque Ecológico Taboão, do qual UNISAL faz parte, juntamente com o Movimento Nascentes do Paraíba.

A intervenção pedagógica ocorreu com uma trilha ecológica, uma atividade prática no Viveiro de Mudas Nativas e sobre os cantos das AVES. “Foi um momento único para a formação das futuras professoras e de colaboração com a educação de crianças da comunidade lorenense”, revela Euni.

Professor José Lázaro deixou a formalidade de lado para trazer ao público seu personagem mais ilustre, o Zé do Paraíba.

9bebfeb5-e0ba-41a2-a23b-9797101c8f7b

O projeto contou com as parcerias do Curso de Pedagogia, da EMEF Francisco Prudente de Aquino, Secretaria Municipal de Educação de Lorena, Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Lorena e Parque Ecológico Taboão.

 8b1fbc3e-b7bb-4752-822d-f3f95d8c6232

Apoio e agradecimento: Ao Professor Ricardo Mendonça, aos estudantes Lucas Ferreira e Micheli Intir do UNIFatea, e o Biólogo do Parque Taboão, Leandro.

UNISAL lembra Dia do Meio Ambiente com conscientização

No Dia do Meio Ambiente (05/06/18) foram muitas as ações realizadas em toda a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte.  O UNISAL, enquanto instituição preocupada com as questões ambientais, também promoveu algumas atividades.

Dentre elas, a participação do Professor dos Cursos de Engenharia do UNISAL, Hélio Rodrigues Bassanelli, em uma entrevista especial na emissora Tv Canção Nova. Na oportunidade, ele conversou com o apresentador do Jornal CN Notícias, Reinaldo Puccini, sobre o tema do Dia do Meio Ambiente em 2018 “A poluição plástica”. Confira a entrevista do Professor aqui.

AÇÕES AMBIENTAIS NO UNISAL

A intenção desta data é mobilizar a sociedade pra solucionar esse problema e preservar a natureza. Professor Hélio aproveitou a ocasião para destacar a medida adotada pelo UNISAL, desde 2016, ano em que substituiu copos plásticos por canecas de uso permanente. A medida visa contribuir para a preservação de recursos naturais.

Para além dessas ações, a Comissão do Grupo de Pesquisas do Parque Taboão de Lorena, foi convidada a participar do Diálogo Ambiental pelo Meio Ambiente, a ser realizado dia 14 de junho, no plenário da Câmara Municipal de Lorena. A Comissão conta com Professores, Funcionários e Alunos do UNISAL e visa planejar e executar ações para preservação do Parque, com mais de 80 hectares de uma área de proteção, preservação ambiental, lazer e disseminação da cultura regional localizado na Barragem de Regularização do Ribeirão Taboão.

O UNISAL também usou sua Fanpage oficial da Unidade Lorena  para a postagem de materiais de divulgação de ações de economia de recursos e também com a programação de ações ambientais promovidas por municípios da Região.

cartaz-impressão01

O Dia do Meio Ambiente é comemorado em 05 de junho desde 1972, estabelecido pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. A intenção era marcar a abertura da Conferência sobre Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, capital da Suécia.

Além de ações pontuais, o UNISAL tem um acervo permanente repleto de obras voltadas à proteção do meio ambiente na Biblioteca, além do CESAPER – Centro Salesiano de Pesquisas Regionais Prof. José Luiz Pasin. Os Cursos de Graduação e Pós-Graduação UNISAL também têm atividades em prol da sustentabilidade. Confira algumas ações das EngenhariasMestrado em Direito e os demais Cursos de Licenciatura.

Saiba mais sobre algumas ações do UNISAL neste blog da Sustentabilidade.

UNISAL: 4º colocado no GP Petrobras de Energia Sustentável

Texto e fotos: Luiza Souza (UNISAL)

O Grande Prêmio Petrobras de Energia Sustentável, iniciado na última segunda-feira (23/04/18) no Kartódromo Ayrton Senna (São Paulo-SP), foi encerrado nesta sexta-feira (27/04) com ótimos resultados para a equipe do Projeto Celeritas, desenvolvido pelo UNISAL – Unidade Lorena/São Joaquim.

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 7

Competindo na categoria carro elétrico com o veículo “Eco Bonatti”, a equipe do UNISAL foi classificada em quarto lugar, entre as seis equipes participantes – muitas delas já veteranas em eventos desta modalidade.

Acampados no Kartódromo durante a semana do GP, antes da grande corrida os alunos do UNISAL dedicaram-se aos ajustes e inspeções necessárias para a vistoria. E o “Eco Bonatti”, veículo desenvolvido do zero pela equipe, não só foi aprovado para a competição como também chegou muito perto do pódio: a diferença entre o terceiro e quarto colocados foi de apenas um joule (unidade utilizada para medir a energia mecânica).

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 8

Fagner Santos, o capitão do time, contou que a ansiedade e a união tomaram. “Nesses dias todos lutamos muito, com profissionalismo, vontade e com fé em Dom Bosco. O resultado é excelente para nós”, revelou. Também fizeram parte da equipe do UNISAL os alunos Danilo de Freitas Leite, Elizandra das Neves Pinto, Gabriel Concentino, Pedro Henrique Colman Prado, Rodrigo Batista Santa Rosa e Taila Josileia Vaz.

Ao final da competição, foi anunciado pelos organizadores que todas as equipes inscritas no Grande Prêmio de Energia Sustentável serão premiadas pela Petrobras, em evento a ser realizado em junho – o que incentiva a continuidade e o aperfeiçoamento do trabalho desenvolvido pelos participantes.

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 6

O Projeto Celeritas, dedicado às energias renováveis e à tecnologia assistiva, é uma cooperação técnico-científica entre o UNISAL, UNESP, Wind Veículos Elétricos e MerkX Electric Cars, contando também com o patrocínio da Delfim Mecânica Industrial e Doctor Frio – Especialista em Ar Condicionado.

Saiba mais no site https://gestaocelerita.wixsite.com/equipeceleritas e na página do Facebook https://www.facebook.com/pg/unisalceleritas.