Arquivo do autor:liliandepaula

UNISAL: 4º colocado no GP Petrobras de Energia Sustentável

Texto e fotos: Luiza Souza (UNISAL)

O Grande Prêmio Petrobras de Energia Sustentável, iniciado na última segunda-feira (23/04/18) no Kartódromo Ayrton Senna (São Paulo-SP), foi encerrado nesta sexta-feira (27/04) com ótimos resultados para a equipe do Projeto Celeritas, desenvolvido pelo UNISAL – Unidade Lorena/São Joaquim.

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 7

Competindo na categoria carro elétrico com o veículo “Eco Bonatti”, a equipe do UNISAL foi classificada em quarto lugar, entre as seis equipes participantes – muitas delas já veteranas em eventos desta modalidade.

Acampados no Kartódromo durante a semana do GP, antes da grande corrida os alunos do UNISAL dedicaram-se aos ajustes e inspeções necessárias para a vistoria. E o “Eco Bonatti”, veículo desenvolvido do zero pela equipe, não só foi aprovado para a competição como também chegou muito perto do pódio: a diferença entre o terceiro e quarto colocados foi de apenas um joule (unidade utilizada para medir a energia mecânica).

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 8

Fagner Santos, o capitão do time, contou que a ansiedade e a união tomaram. “Nesses dias todos lutamos muito, com profissionalismo, vontade e com fé em Dom Bosco. O resultado é excelente para nós”, revelou. Também fizeram parte da equipe do UNISAL os alunos Danilo de Freitas Leite, Elizandra das Neves Pinto, Gabriel Concentino, Pedro Henrique Colman Prado, Rodrigo Batista Santa Rosa e Taila Josileia Vaz.

Ao final da competição, foi anunciado pelos organizadores que todas as equipes inscritas no Grande Prêmio de Energia Sustentável serão premiadas pela Petrobras, em evento a ser realizado em junho – o que incentiva a continuidade e o aperfeiçoamento do trabalho desenvolvido pelos participantes.

CELERITAS NO PREMIO PETROBRAS 6

O Projeto Celeritas, dedicado às energias renováveis e à tecnologia assistiva, é uma cooperação técnico-científica entre o UNISAL, UNESP, Wind Veículos Elétricos e MerkX Electric Cars, contando também com o patrocínio da Delfim Mecânica Industrial e Doctor Frio – Especialista em Ar Condicionado.

Saiba mais no site https://gestaocelerita.wixsite.com/equipeceleritas e na página do Facebook https://www.facebook.com/pg/unisalceleritas.

Professor do UNISAL fala sobre sustentabilidade para crianças do Colégio São Joaquim

Ele é Diego Amaro, historiador, Professor de Sociologia, Mestre em História Social e um defensor do meio ambiente. Mas neste mês de abril de 2018 ele falou sobre sustentabilidade, pelo viés ambiental e econômico para crianças do Colégio São Joaquim, de Lorena.

IMG-20180419-WA0122

Diego é um dos integrantes do PIS- Plano Institucional de Sustentabilidade do UNISAL, existente desde junho de 2016. “Falar sobre sustentabilidade para essa nova geração é respeitar o espaço que estamos, enquanto ser social”, avaliou o professor.

As crianças adoraram a experiência e querem mais!

 

 

UNISAL no Grande Prêmio Petrobras de Energia Sustentável

Texto: Luiza Souza.

Nesta segunda-feira (23/04/18) começou o Grande Prêmio Petrobras de Energia Sustentável, e o UNISAL faz parte da competição através da equipe Celeritas. O Prêmio, que ocorre de 23 a 27 de abril no Kartódromo Ayrton Senna (São Paulo-SP), busca a união de esforços para a eficiência energética e o desenvolvimento de formas sustentáveis para a mobilidade humana – a mesma proposta do projeto desenvolvido pelo UNISAL na Unidade Lorena/Campus São Joaquim.

O Projeto Celeritas desenvolve veículos a partir da inovação e também da sustentabilidade, contribuindo para a ciência, a tecnologia e o meio ambiente. Reúne alunos de diversos cursos para o emprego de diferentes áreas do conhecimento – e esta interdisciplinaridade e trabalho conjunto resultaram no carro elétrico “Eco Bonatti” – assim nomeado em homenagem ao Pe. Mario Bonatti, que já foi docente do UNISAL e permanece em contato com a comunidade como assessor salesiano.

Com a mentoria e dedicação da Prof. Dr.ª Regina Cabette, o Celeritas tem como objetivo a construção não só de um carro elétrico, mas também de um carro para competição MUEE e outro para competição Mini Baja – todos fundamentais para a evolução científica – e também para levar o nome do UNISAL em competições nacionais e internacionais.

.

E acompanhe na galeria abaixo as etapas de construção e o “Eco Bonatti” finalizado:

Celeritas-2018-GP-Petrobras-12 Celeritas-2018-GP-Petrobras-9

Celeritas-2018-GP-Petrobras-6 Celeritas-2018-GP-Petrobras-3

Celeritas-2018-GP-Petrobras-2 Celeritas-2018-GP-Petrobras-1

Saiba mais sobre o Projeto Celeritas em https://gestaocelerita.wixsite.com/equipeceleritas e na página do Facebook https://www.facebook.com/pg/unisalceleritas

UNISAL irá participar do Encontro Acadêmico da Engenharia Ambiental da EEL/USP

O UNISAL irá participar do Encontro Acadêmico da Engenharia Ambiental da EEL/USP (Lorena- SP), nos dias 4 e 5 de Junho de 2018.

O UNISAL sabe da importância de promover ações sustentáveis no mundo. E cumpre sua missão, com engajamento dos Professores, Funcionários e Alunos.

Acesse e saiba mais sobre este evento em prol do meio ambiente, que terá trabalhos de Professores, Funcionários e Alunos UNISAL. http://www.enamb.eel.usp.br/2018

UNISAL lança livro sobre Educação Ambiental, Étnico-Racial e em Direitos Humanos

Educação-Ambiental-203x300DAISY RAFAELA (notícia blog)

Organizado pelos Professores Antonio Wardison C. Silva, Brígida Pimentel V. de Queiroz, Daisy Rafaela da Silva e Lucineia Chrispim P. Micaela, o livro, intitulado “Educação Ambiental, Étnico-Racial e em Direitos humanos: questões desafiadoras”, apresenta uma série de textos sobre a defesa e a promoção dos direitos inalienáveis da pessoa humana, bem como da sustentabilidade do seu ambiente, numa perspectiva histórico-hermenêutica e pedagógico-propositiva. Nesse horizonte, o livro apresenta-se como um suporte para o aluno e o professor, como também para pesquisadores e demais interessados, com pertinentes reflexões atuais e emblemáticas.

FICHA TÉCNICA

Autores: Autores: Antonio Wardison C. Silva, Brígida Pimentel V. de Queiroz, Daisy Rafaela da Silva e Lucineia Chrispim P. Micaela

Título: Educação Ambiental, Étnico-Racial e em Direitos humanos: questões desafiadoras
ISBN: 978-85-5580-040-5
Editora: Ideias & Letras
Edição: 1ª
Páginas: 254
Ano: 2018

Dia Mundial da Água 2018 no UNISAL

DIA DA ÁGUA ZE DO PARAÍBA- PEDAGOGIA (1)SITE

O Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março de 2018, não passou em branco no UNISAL.

As licenciaturas, por meio do Curso de Pedagogia, e a Coordenação de Estágio organizaram um evento em prol da sustentabilidade do recurso mais importante do planeta. E, para isso, contaram com um defensor nato desse bem natural. Professor Lázaro Tadeu Ferreira da Silva, do Movimento “Nascentes do Paraíba”, se trajou do personagem mais querido do vale do Paraíba para falar sobre um assunto sério: a proteção de um dos maiores rios do país, o Paraíba.

Professor Lázaro saiu de cena para dar lugar ao Zé do Paraíba.

DIA DA ÁGUA ZE DO PARAÍBA- PEDAGOGIA (15)SITE

Durante a apresentação da palestra, ele falou aos Alunos, futuros professores, sobre a importância de educar e conscientizar para o caminho do bem, as crianças as quais irão ensinar em sala de aula.

Atividades como essa fomentam o Plano Institucional de Sustentabilidade (PIS), existente no UNISAL desde 2016. No documento são sistematizadas ações dos Cursos, Núcleos e Setores em prol do tema, além de serem realizadas ações diretas do PIS, tais como coleta de lixo, canecas permanentes, reciclagem de papel, uso de pilhas e baterias recarregáveis, economia de água e energia, entre outras. No aspecto economia de água, foram instalados em 2016 e 2017, 54 redutores de água nas torneiras do UNISAL.  

No dia da Água foi realizado, em Brasília (DF), o Fórum Mundial. O evento propôs um debate sobre recursos hídricos no mundo. Promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o evento trouxe como destaque o  ”Relatório Mundial da Água 2018″  que aponta que a demanda por água das indústrias e das residências tende a aumentar muito mais rapidamente que a demanda da agricultura. Além disso, o documento traz uma estatística preocupante. Atualmente, a ONU, estima que 3,6 bilhões de pessoas  vivem em áreas que apresentam um potencial de  escassez de água por pelo menos um mês ao ano.

Por isso, a conscientização deve ocorrer em todos os setores da sociedade.

DIA DA ÁGUA ZE DO PARAÍBA- PEDAGOGIA (38) SITE

Ao longo da apresentação no UNISAL, Zé do Paraíba fez questão de dizer que as ações sobre o tema exigem um trabalho árduo e diário. “Não precisamos fazer sucesso, mas sim encontrar sentido no que fazemos”, avaliou.

DIA DA ÁGUA ZE DO PARAÍBA- PEDAGOGIA (19) SITE

O evento prosseguiu também no dia 23 de março, com a oficina De onde vem a água?, com as Professoras Euni Vieira  e Irani Cristina Silvério Tirelli.

Parque Ecológico do Taboão de Lorena ganha incentivo de preservação com a criação de comissão de estudo e pesquisa

Grupo se reúne para formalizar propostas

 reunião UNISAL TABOÃO 21-02-18 (3)

Em reunião realizada neste dia 21 de fevereiro de 2018 no UNISAL Lorena, a Prefeitura Municipal de Lorena, por meio das Secretarias de Meio Ambiente e Educação, UNISAL, UNIFatea, USP, DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica),   AGEVAP (Agência da Bacia do Rio Paraíba do Sul), Movimento Nascentes do Paraíba, CETAS (Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) – Ibama) formularam propostas para a preservação do Parque Ecológico do Taboão de Lorena.

Na oportunidade, foram apresentados alguns projetos como a  chamada Sala Verde (espaço para encontros de visitantes e da rede de ensino) e o processo de Recuperação de sete nascentes do parque, por meio de diversas ações, dentre elas o plantio de árvores, com tem tempo previsto de realização de 40 meses. Para isso, conta com recursos do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos – do Estado de São Paulo).

reunião UNISAL TABOÃO 21-02-18 (62)

Professor Jorge Gomes (UNISAL) durante reunião

Os trabalhos são presididos pelo secretário de Meio Ambiente de Lorena, Willinilton Portugal. A comissão de pesquisa do Parque do Taboão é comandada pela Professora e Colaboradora UNISAL, a advogada Fábia Maruco. Por parte do UNISAL, outros Setores e Cursos também estão envolvidos nos trabalhos.

As instituições envolvidas irão trabalhar em conjunto nos  grupos de trabalho para colocar em prática no Parque do Taboão projetos dentro de eixos, tais como, Administração e Educação Ambiental, por exemplo.

reunião UNISAL TABOÃO 21-02-18 (38)

O Parque Ecológico do Taboão foi inaugurado em 2016, com mais de 80 hectares de uma área de proteção, preservação ambiental, lazer e disseminação da cultura regional, está localizado no bairro Santa Lucrécia. Localiza-se na microbacia do Ribeirão do Taboão, em área de recarga hídrico e abastecimento de afluente do Rio Paraíba do Sul. É aberto ao público.

Saiba mais aqui.

O encontro também serviu para definir temas importantes a serem elaborados dentro de um projeto de regulamentação do Parque. “A intenção não é proibir atividades dentro do parque, mas sim regulamentá-las com a intenção de proteger o espaço e oferecer lazer e bem estar ao público que lá visita”, informou Portugal.

 reunião UNISAL TABOÃO 21-02-18 (65)

O grupo espera que  o projeto atenda a uma demanda da Bacia Hidrográfica, que é a recuperação de nascentes, além, é claro, de trazer a público toda a importância da preservação do meio ambiente.

 Neste momento, a equipe assume o desafio de sistematizar todas as propostas enviadas pelos grupos participantes sobre as ações que estão previstas dentro do parque. Os trabalhos também irão contar com parceria de Alunos das instituições de ensino superior, envolvidas e da rede pública de ensino, empresas e outros representantes da sociedade civil.

Na reunião junto ao Secretário do Meio Ambiente, o  UNISAL formalizou a entrega da nomeação dos representantes da instituição junto ao Comitê de Estudos e de Pesquisas do Parque Ecológico do Tabuão.

Ao longo do ano, o grupo voltará a se encontrar para formalizar propostas e mensurar o que está sendo feito.

Saiba mais sobre o grupo http://unisal.br/hotsite/recicle/prefeitura-de-lorena-movimento-nascentes-e-unisal-promovem-ii-conferencia-ambiental/

Plano Institucional de Sustentabilidade é premiado pelo IEV na edição 2017

Mestrado em Direito e UNISAL também foram indicados  

O IEV (Instituto de Estudos Valeparaibanos), sediado no UNISAL Lorena, premia anualmente as pessoas que se destacaram no âmbito regional, em projetos relacionados à cultura, à história, ao meio ambiente, bem como na mídia e nos trabalhos que ressaltam o Instituto e o vale do Paraíba.

PREMIAÇÕES IEV UNISAL LORENA (6)

No dia 02 de dezembro de 2017 foram conhecidos os nomes de projetos destacados ao longo do ano, durante as Premiações Culturais do IEV.

Os indicados tiveram os trabalhos julgados por uma comissão pré-estabelecida do Instituto, que definiu os vencedores.

PREMIAÇÕES IEV UNISAL LORENA (5)

Ao longo da abertura do evento apresentado pelo Professor Diego Amaro, membro do IEV, o presidente do Instituto, Professor Humberto Felipe da Silva, ressaltou a importância do trabalho de cidadãos comuns e de organizações pela preservação da memória e do patrimônio da Região.

         O evento contou com a abertura especial do Grupo de Moçambique do Mestre Geraldo Ubirajara da Silva, de Lorena. A apresentação encantou o público pelo envolvimento de jovens e velhos componentes do grupo. “A apresentação mostra o quão importante é valorizar essa cultura que veio de outros países e agora se mostra tão fortemente nas mãos de artistas simples do Vale”, revelou Paula Barros, professora aposentada presente no evento.

O evento contou com cerca de 70 presentes e muitas premiações emocionantes.

O Curso de Mestrado em Direito do UNISAL foi um dos premiados, na pessoa da Professora e Coordenadora do Curso, Maria Aparecida Alkimin - pelo trabalho realizado na publicação da CARTILHA DE DIREITOS HUMANOS.

O Plano Institucional de Sustentabilidade do UNISAL também foi um dos reconhecidos, por ser referência para outras instituições de ensino superior. Saiba mais sobre o PIS em https://goo.gl/HmQWeR. A representante do UNISAL, gestora da Biblioteca, Ana Corrêa, foi receber a premiação em nome do UNISAL. A iniciativa PIS tem envolvimento institucional, com destaque para alguns setores (Comunicação e Marketing, Cesaper, Limpeza, Cópias, Biblioteca entre outros).

 

Pela primeira vez o IEV reconheceu uma instituição com o prêmio “José Armando Zollner Machado”, ex-membro do IEV, falecido em 2017. A organização escolhida foi o UNISAL por sediar há muitos anos a Biblioteca de História da Educação Salesiana no Brasil, a Biblioteca e Arquivo do IEV e por ser espaço para a disseminação  da cultura.

Confira todos os prêmios e premiados abaixo. Dentre eles, Professores, Colaboradores e Ex-Alunos UNISAL.

*Medalha de Mérito Paulo Pereira dos Reis

Geraldo Ubirajara da Silva – Pelos 36 anos de dedicação e trabalho em prol da cultural regional, nas atividades desenvolvidas frente ao Grupo de Moçambique de São Benedito de Lorena. Na preservação da nossa cultura e memória.

*Prêmio Fotografia e Memória do Vale

À Andreia Auxiliadora Marcondes de Paula - pelo trabalho fotográfico realizado no Vale do Paraíba, divulgando e apresentando as belezas históricas e naturais da nossa região.

*Distinção Cultural Paulo Camilher Florençano (Categoria Instituição)

CEAVAP – UNIVAP  – Pelo trabalho de pesquisa e preservação de documentos históricos.

//////////////////

Ex-Alunos UNISAL

*Distinção Cultural Paulo Camilher Florençano (Categoria Pessoa)

Claudia Isabel Ribeiro –  Por sua atuação em prol da defesa e promoção da cultura, história e patrimônio Valeparaibano e pela realização de atividades culturais na cidade Cruzeiro-SP. Claudia é Ex-Aluna do Curso de História do UNISAL Lorena.

*Prêmio IEV de Mídia Cultural

Roberto Bastos de Oliveira Junior - pelo trabalho realizado na publicação da CARTILHA DE DIREITOS HUMANOS. Reconhecemos a relevância do projeto para os jovens de nossa região.

////////////

Colaboradora UNISAL

*Distinção Ambiental Prof. José Luiz Pasin (Categoria Pessoa)

Lílian de Paula Santos – Por sua atuação, dedicação na promoção e defesa do patrimônio ambiental Valeparaibano e nacional. Através da divulgação, organização e produção de programas e projetos de caráter ambiental e sustentável.

////////////

Projeto do UNISAL

*Distinção Ambiental Prof. José Luiz Pasin (Categoria Instituição)

Ao Plano Institucional de Sustentabilidade do UNISAL de Lorena – Pelo projeto que demonstra o trabalho e preocupação do UNISAL como o Meio Ambiente, um projeto de referência para outras Instituições de Ensino Superior.

//////////////

Professores do UNISAL

*Prêmio IEV de Mídia Cultural

À Maria Aparecida Alkimin - pelo trabalho realizado na publicação da CARTILHA DE DIREITOS HUMANOS. Reconhecemos a relevância do projeto para os jovens de nossa região.

*Troféu Eugênia Sereno – Categoria Biografia Histórica

Francisco Sodero Toledo - pela publicação da obra Doutor Euclydes – A transformação de um obscuro engenheiro no consagrado escritor Euclydes da Cunha.

*Troféu Eugênia Sereno – Categoria Documentário Histórico

Fabrício De Senne Beckmann - pela publicação da obra DIOCESE DE LORENA: 80 ANOS – A FÉ SE FAZ COM DEVOÇÃO E HABITA NO MEIO DO POVO.

 

*Troféu Eugênia Sereno – Categoria Documentário Histórico

Laurentino Gonçalves Dias Junior - pela publicação da obra DIOCESE DE LORENA: 80 ANOS – A FÉ SE FAZ COM DEVOÇÃO E HABITA NO MEIO DO POVO.

*Troféu Eugênia Sereno – Categoria Memória

Jair Melo - pela publicação da obra PIQUETE –PEDAÇO DE CÉU VELHO.

/////////

Saiba mais sobre o IEV

O I.E.V. foi fundado em 30 de junho de 1973, no Departamento de História da Faculdade Salesiana de Filosofia, Ciências e Letras de Lorena – hoje UNISAL. Houve uma iniciativa conjunta de professores, alunos e pesquisadores, que tinham por objetivo incentivar a divulgação da História, da Geografia, da Literatura, das Artes, dos movimentos ambientalistas, dos museus, dos arquivos, das bibliotecas e do patrimônio cultural e ambiental do Vale do Paraíba Paulista, Mineiro e Fluminense. O IEV conta com uma  biblioteca especializada e arquivo histórico, atendendo pesquisadores, alunos e professores. O IEV promove simpósios, seminários, encontros, palestras, círculos de estudos e debates, visitas técnicas aos municípios e núcleos históricos da região valeparaibana. A Biblioteca ocupa a sala Professor Francisco Sodero Toledo. E fica aberta para a visitação.

 

Acompanhe as atividades do IEV ao longo do ano https://www.facebook.com/iev.instestudosvaleparaibanos/ ou entre em contato por meio do CESAPER (Centro Salesiano de Pesquisas Regionais Professor José Luiz Pasin) http://www.lo.unisal.br/nova/cesaper/cesaper.html

PREMIAÇÕES IEV UNISAL LORENA (10) DESTAQUE

Plano Institucional de Sustentabilidade é apresentado na Jornada de Prática de Estágio 2017

O trabalho foi apresentado pelo Professor Diego Amaro, historiador e pesquisador, e pela Colaboradora do Setor de Comunicação e Marketing do UNISAL, Lílian de Paula.

A Jornada foi realizada no dia 8 de novembro de 2017 no UNISAL Lorena e contou com mais de 300 trabalhos.

Na banca avaliadora, estiveram os Professores Jorge Gomes do Couto, Euni Vieira e Irani Silvério.

Foram apresentados os primeiros resultados, após 1 anos de implantação do PIS no UNISAL.

 

JORNADA 2017 NOTURNO (69)

Prefeitura de Lorena, Movimento Nascentes do Paraíba e UNISAL promovem II Conferência Ambiental

Encontro marca a criação de um decreto municipal de proteção do Parque do Taboão 

Texto: Prefeitura Municipal de Lorena, Cerimonial de Lorena e UNISAL Lorena

Neste dia 21 de novembro de 2017, aconteceu no UNISAL Lorena a II Conferência de Educação Ambiental. O evento aconteceu no Salão de Júri do UNISAL e teve como objetivo envolver instituições da sociedade civil, poder público e iniciativa privada para o desenvolvimento de projetos sustentáveis no Parque Ecológico do Taboão para 2018, além da apresentação de propostas, projetos de Educação Ambiental e pesquisas científicas que contribuam para o desenvolvimento sustentável do Parque e da bacia hidrográfica do Ribeirão Taboão.

A Conferência foi uma realização da Prefeitura de Lorena em parceria com o Movimento Nascentes do Paraíba e UNISAL. O evento, aberto ao público, contou com representantes do poder público de diversas cidades da Região, dentre elas, Lorena e Canas, representantes da sociedade civil organizada, profissionais de escolas públicas, particulares, universidades, iniciativa privada e membros de conselhos e órgãos ambientais.

A II Conferência de Educação Ambiental  2017 marca a conclusão de mais uma etapa do “Projeto de mobilização pró-educação ambiental no parque”, desenvolvido de junho de 2016 a novembro de 2017.

Estabeleceu-se uma agenda para o planejamento das ações e projetos, a serem realizadas no Parque Ecológico do Taboão, em 2018 e houve a indicação de representantes para comissão especial de estudos e pesquisas para o parque ecológico do Taboão,  instituída por decreto do prefeito de Lorena, Fábio Marcondes.

Por parte do UNISAL, a comissão técnica tem como coordenadora a Professora e Aluna do Mestrado em Direito, Fábia Maruco. Colaborando com os trabalhos estão Euni Vieira, coordenadora de Estágios do UNISAL, Professora Irani Silvério e o Professor Jorge Gomes.

Por parte da Prefeitura, os trabalhos serão coordenados pela Secretaria de Meio Ambiente.

Ao final do evento, o Professor Lázaro Silva (O Zé da Paraíba), responsável pelo Movimento Nascentes do rio Paraíba, foi homenageado por uma das ambientalistas, Dilva Delgado, juntamente com a filha dela e membro da Câmara Técnica do Comitê da Bacias Hidrográficas do rio Paraíba do Sul, Maria Bernadete, e a professora Euni Vieira.

???????????????????????????????

Ele recebeu uma linda carta, descrita na íntegra abaixo.

Ações do tipo reforçam a missão do UNISAL, de educar para o próximo. E fortalecem também o Plano Institucional de Sustentabilidade existente no UNISAL Lorena.

??????????????????????????????? 

Carta em homenagem ao Zé do Paraíba

 O neto do Jeca Tatu que veio para resgatar a história, cultura e ambiente do Vale do Paraíba.

Há vinte anos o Professor Lázaro Tadeu Ferreira da Silva da rede pública do estado de São Paulo (hoje aposentado), muito preocupado com a poluição que estava tomando conta do Rio Paraíba do Sul, resolveu criar um personagem para falar com as crianças. E assim nasceu o Zé do Paraíba.

Foi numa destas atividades que conheci o Prof. Lázaro, personagem Zé do Paraíba, na década de 90. Em comemoração ao dia do Meio Ambiente (05 de junho), o personagem Zé do Paraíba, em um barco descia o Rio Paraíba do Sul, com a finalidade de observar as mudanças e principalmente colher dados de trechos poluídos fornecendo informações científicas para pesquisadores da região.

O Zé do Paraíba realiza e participa (voluntariamente) de diversos projetos de Mobilização Social e Educação Ambiental, como, por exemplo, o Programa Semente do Amanhã, que contou com apoio de parceiros da sociedade civil, poder público e empresas.

Todo ano ele organiza uma expedição para visitar a nascente do Rio Paraíba, que fica numa fazenda no município de Areias, ocasião que convida as instituições civis, públicas e privadas, principalmente, escolas da região.

“Eu sou Zé do Paraíba, neto do Jeca Tatu (personagem de Monteiro Lobato) e vim para resgatar a história, a cultura e o meio ambiente da Bacia do Rio Paraíba do Sul”, assim se apresenta o personagem que circula pelo Vale à procura das terras do seu avô, onde passou sua infância brincando e pescando num rio limpo, que desapareceu no meio do progresso. “Eu não sou burro não, eu sou caipira. É muito diferente!”, acentua Zé.

O Zé costuma “invadir” os Eventos e Seminários de meio ambiente para passar avisos e cobrar soluções a favor do Rio. Anima os participantes e termina dizendo: “Deus abençoa nossa missão. Eu vô, mas eu vórto! Intéééé…”.

Para facilitar o aprendizado das crianças, costumava levar milhares de alunos e professores a campo para vivenciar problemas ambientais, utilizando um pedacinho de terra em Lorena, beira rio, chamado de “Rancho do Zé do Paraíba”. Era um ranchinho muito simples de dois cômodos e um banheiro, mas, supria as necessidades dos visitantes. Hoje esse rancho está em ruínas, sem condições de fazer qualquer das atividades que antes eram desenvolvidas com as crianças.

O Zé já teve um Jeep no qual viajava pelas 39 cidades do Vale do Paraíba, falando sobre os problemas do Rio Paraíba do Sul. Enfrentando dificuldades teve que vender o veículo e passou a utilizar o carro antigo da família (Monza 1985), hoje sem condições de uso.

Em 2017 o Zé do Paraíba completa 20 anos de Expedição em Defesa do Rio Paraíba do Sul, são duas décadas de luta, vezes, sozinho, outras com amigos que fez pelo caminho.

A continuação da educação ambiental com as crianças é muito importante para todos nós do Vale do Paraíba. É como diz o Zé: “o trabaio di criança é pouco, mas quem num proveita é loco”! Por isso, nós temos orgulho de dizer que somos “Amigos do Zé do Paraíba”.

Ele é a Celebridade do Meio Ambiente que queremos homenagear: Zé do Paraíba, reconhecido no Brasil, devido às suas ações importantes relacionadas ao Meio Ambiente, tão lembrado nas propagandas para a melhoria da qualidade de vida, mas tão pouco valorizado nas práticas políticas públicas desse País.

A você nossa eterna gratidão por cuidar dessa Casa Comum chamada Planeta Terra.

Com carinho, Diva Delgado, Maria Bernadete e Euni Vieira.

Lorena, 21 de novembro de 2017