Julio-Leal-unisal

Julio Francisco Barbosa Leal
Formado em Administração em 2014

 

Não há como se esquecer, até nos menores detalhes, dos sonhos e das coisas boas que acontecem em nossas vidas. E não há como esquecê-los, principalmente, se esses sonhos ocorrem em um período de construção intelectual. Minha primeira realização ocorreu entre os pátios e paredes de minha querida faculdade, onde estudei e me formei em 2014.

Meu sonho ganhou forma no sexto semestre de minha graduação. Sempre sonhei em ganhar os ares e conhecer outras culturas e países, mas, infelizmente, tinha que colocar meus pés no chão. Viajar sempre me pareceu caro e custoso, em todos os sentidos. Até que…

Em uma tarde, li uma postagem no Facebook do curso de Administração sobre um concurso literário, que premiaria os quatro primeiros colocados com viagens às instituições salesianas de ensino superior em Santiago do Chile e Cuenca, no Equador. Ao terminar de ler a postagem, algo em minha mente dizia que aquela poderia ser minha oportunidade inicial para realizar meu sonho e, por fim, decidi que faria de tudo para conseguir criar um texto suficientemente bom para a premiação. O tema, que estava relacionado à vida e obra de Dom Bosco, não foi um assunto tão fácil de desenvolver e contei com a ajuda de grandes amigos que fiz na época da faculdade.

Conversei muito com a Professora Marcilene Bueno sobre a espiritualidade salesiana e, não somente compreendi, mas pude sentir os ímpetos que direcionaram João Bosco a dedicar sua vida e existência aos jovens. Como participante da Pastoral da Universidade, busquei também ajuda com a Nina, minha amiga e também funcionária da instituição. Ela me indicou vídeos e livros sobre a vida do “Pai e Mestre da Juventude”. Foi neste momento que percebi que, não somente tinha o conhecimento histórico, como também havia compreendido que meu ensino era fruto desse amor e que tudo o que vivia e aprendia no meu dia-a-dia era resultante de sua escolha.

Não tinha como dizer que não estava preparado. Então, no dia marcado para a realização do texto, fui convicto de que, se pelo menos eu não ganhasse o concurso, teria ganhado mais conhecimento. É claro que os dias que se seguiram foram os séculos mais extensos e insanos da minha vida. A cada dia eu ficava mais nervoso, ansioso e minhas noites viravam dias e dormir tornava-se quase outro sonho a se conquistar.

Lembro-me de que, no dia do anúncio dos vencedores do concurso, passei uma hora na capela da faculdade, tentando acalmar-me. Mas sempre fui muito ansioso e até a paz da capela não me relaxava. Só teria sossego após os resultados. Cheguei até a brincar com meus amigos que, se eu perdesse, eles deveriam chamar uma ambulância de atendimento médico. Caso eu ganhasse, a ambulância deveria ser chamada também.

Na hora marcada, direcionei-me ao corredor de Administração, onde estavam os alunos participantes, suas torcidas organizadas e os professores.

O anúncio ocorreu do último vencedor colocado ao primeiro. E não era dito o nome do vencedor e sim seu Registro de Aluno (RA), o que, aliás, nunca me pareceu mais extenso. A última colocação ficou com uma aluna do primeiro ano e a terceira foi alcançada por outra amiga minha. A cada palavra dita pelos professores Fernando Lima e Élcio Santos, eu ficava mais ansioso.

Julio Leal e Fernanda Louise no aeroporto.

Julio Leal e Fernanda Louise no aeroporto.

Ao chegar à segunda colocação, que ganhava a viagem para Santiago, juntamente com o primeiro, o professor Fernando foi citando o RA vagarosamente, e quando terminou, eu levei um grande choque. Eu havia conseguido a segunda colocação. Acredito que toda a faculdade tenha escutado o meu grito… Um grito de alívio, de alegria e até mesmo de espanto. Acreditava que meu texto seria bom, mas não tão bom para alcançar a segunda colocação. Para minha alegria, a primeira colocação ficou com minha amiga Fernanda, que estava no último ano da faculdade. Daquele dia em diante, foi uma contagem regressiva para nossa viagem, que ocorreu no dia 27/04/2014 e durou até o dia 05/05/2014. A viagem foi incrível e fiz muitas amizades, mas isso já é outra história…

O download do E-Book pode ser feito gratuitamente. Clique aqui e confira!

Esta é “A vida nos pátios do UNISAL”…

Porque o que dá sentido à vida não pode se perder no tempo!