Pra Sempre UNISAL | Ex-Alunos
Flávio Ricci - TI Antenado

Não é de hoje que os Ex-Alunos de Ciência da Computação participam voluntariamente das atividades do UNISAL. Sempre que podem, eles contribuem com a formação dos atuais alunos por meio de cursos e palestras.

O Programa “Profissional TI Antenado” é uma prova disso. Aos sábados os alunos, não só do UNISAL, mas também de escolas da região se reúnem para aprender um pouco com a experiência de quem já passou por essas cadeiras e agora podem, contribuir de forma prática para os futuros profissionais de TI.

Até aí, tudo bem. Muita gente já sabe. Mas o que tem a ver o TI Antenado com o título da notícia. Você deve estar se perguntando: Qual a relação entre Ex-Alunos, Samba e Tecnologia da Informação?

Samba é um dos temas que será tratado nesta edição do Programa por Ex-Alunos de TI.

Pra quem não sabe, o Samba do qual nos referimos não se trata de um ritmo musical, mas sim de um programa de computador, utilizado em sistemas operacionais do tipo Unix que simula um servidor Windows, permitindo que seja feito gerenciamento e compartilhamento de arquivos em uma rede Microsoft.

No dia 2 de abril ocorreu a primeira formação – Sistemas de ERP – Oportunidades para TI – que contou com a participação de Flávio Ricci, Coordenador de Projetos na TOTVS.

Confira as datas das próximas formações:

09/04/2016   |   Arquitetura de Software e o Fenômeno dos Aplicativos Móveis
Paulo Roberto de Abreu Silva Leite (Ginga One)

16/04/2016   |   Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (FLISoL)
Wesley de Toledo Costa (UNISAL)

30/04/2016   |   SAMBA
Wesley de Toledo Costa (UNISAL)

07/05/2016   |   Desenvolvendo Web Services com Java – Módulo 1
Paulo Roberto de Abreu Silva Leite (Ginga One)

14/05/2016   |   Desenvolvendo Web Services com Java – Módulo 2
Paulo Roberto de Abreu Silva Leite (Ginga One)

21/05/2016   |   O Poder da Superação: Construindo seu Plano de Carreira
Flávio Ricci (TOTVS)

04/06/2016   |   Banco de Dados: SQL em MySQL
Anderson Sene (Centro Paula Souza)

11/06/2016   |   Benefícios da IoT – Internet das Coisas e Cloud Computing para as Empresas
Renan Nogueira (Centro Paula Souza)

18/06/2016   |   Teste de Software
Anderson Sene (Centro Paula Souza)

Quem tiver interesse em participar dos próximos encontros, pode entrar em contato com Árison Lopes pelo e-mail curso.computacao@lo.unisal.br.

Para ver as fotos das formações clique aqui e acesso o álbum no Facebook.

musica-programacao

Para entender o que o Lepo Lepo e A Metralhadora tem a ver com o aprendizado de Programação de Computadores.

A música é considerada uma expressão da cultura e da identidade de um povo. A partir dela é possível registrar sentimentos e informações pertinentes a um determinado tempo e espaço. Além disso, pode-se dizer que, a música contribui para vários outros campos, como por exemplo, em terapias, na prática de exercícios físicos, dentre outros.

Depois de ver um programa de TV, Inglês com Música, do canal Cultura e vários professores de cursinhos utilizarem a música para que seus alunos guardem facilmente o conteúdo programático das matérias, fico pensando: Por que professores de Programação também não aderem a esse método?

Programação e música estão ligadas diretamente. Quem é programador sabe que não há nada melhor do que ouvir música enquanto se está desenvolvendo algum programa ou aplicativo. A música ajuda a relaxar e a se concentrar mais no que está fazendo, ajuda a manter o foco.

Hoje, no Brasil, um grande número de músicas surge o todo tempo, o que contribui para que elas sejam usadas para diversos fins e para os diversos gostos. É uma oportunidade! Acredito que os professores poderiam aproveitar desse vasto repertório para ajudar seus alunos a entenderem e a praticarem o que é ensinado em sala de aula.

Um bom exemplo são as famosas músicas “chiclete” que, geralmente, surgem próximas ao Carnaval e acompanham nossa rotina por alguns meses seguintes. Esse estilo, embora seja criticado por diversas pessoas, pode nos ensinar muito. Fica aqui, portanto, dois exemplos para que os professores de Programação as utilizem nos laboratórios.

Entre vários hits de Carnaval temos Lepo Lepo (2014) e Metralhadora (2016), músicas cujos refrãos apresentam repetições, justamente para ficar grudados na cabeça. Vamos a eles:

“[...] Do meu rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo [...]”
“[...] Pega metralhadora! trá, trá, trá, trá, trá [...]”

Quando o assunto é música, a repetição faz parte da estrutura, porém quando se trata de Linguagem de Programação o comando é outro…

O comando “for” é utilizado para que não tenhamos que ficar repetindo alguma ação ou comando do programa.

Portanto, para que o professor envolva os alunos e torne mais fácil o processo de memorização do conteúdo, fica aqui a dica Por que não utilizar o comando “for” nas músicas “chiclete”? A estrutura dos refrãos ficaria da seguinte forma:

“for (int repetição=0; repeticao <=7; repeticao ++){
System.out.print (rá);

}”.

“for (int repetição=0; repeticao <=5; repeticao ++){
System.out.print (trá);

}”.

Temos várias outras formas de utilizar Programação com música. Para isso é necessário que o professor, primeiramente, saiba qual é o perfil de seus alunos, o que estão assistindo e ouvindo. A criatividade e o engajamento também são aspectos essenciais para a eficácia no processo de ensino-aprendizagem, de ambas as partes.

Se “as que comandam vão no trá…” os que programam vão no “for”!

Henrique de Toledo Costa Coutinho se formou em Ciência da Computação no UNISAL Lorena em 2010. Atualmente é Analista de Suporte e Aluno da Pós-Graduação em Formação de Docentes para o Ensino Superior.