LANCAMENTO LIVRO SODERO + PREMIACAO IEV (31)

Organização do livro contou com ajuda de Ex-Aluno

 

Tudo começou sem muita pretensão, mas o resultado de um trabalho intenso de recolhimento de dedicatórias ao Mestre da História, Francisco Sodero, resultou em um rico livro de informações sobre a Região, o Brasil e o Mundo.

“O Guardião do Vale” pode ser considerado mais uma daquelas obras a recorrer sempre quando se pensa em amizades verdadeiras, autenticidade, cultura, dedicação ao trabalho e à missão que temos na vida: a de compartilhar conhecimento.

Uma homenagem pensada pela esposa, Maria Amália, pelos  filhos Jackie Sodero, Frederico Sodero, Maria Ismênia Sodero, e por seguidores como Diego Amaro, Ex-Aluno e amigo do professor. Presente inusitado para comemorar a chegada dos 70 anos do professor, também Ex-Aluno.

Num total de 176 páginas, amigos como o saudoso, José Luiz Pasin,  Nelson Pesciotta, Padre Mario Bonatti, Humberto Felipe, Henrique Alckmin, Elisa Regina Gomes Salles, Thereza e Tom Maia, entre tantos outros autores que deixam a formalidade de lado e se rendem à palavras regadas de simplicidade para descrever detalhes da relação com um homem sem muitos segredos. Talvez seja mesmo a simplicidade que tenha atraído tantos amigos e admiradores de Sodero ao evento de lançamento do livro em Lorena.

No dia 17/10, durante a sessão mensal da Academia de Letras de Lorena, no auditório São José, da FATEA, a programação, já recheada de muita cultura,  contou com um final emocionante: a  homenagem ao professor Sodero.

Diego e Sodero em uma reportagem sobre a Serra da Mantiqueira.

Diego e Sodero em uma reportagem sobre a Serra da Mantiqueira.

Em um discurso harmônico, um dos organizadores do livro, Prof. Diego Amaro, falou sobre a trajetória do professor ao longo de 50 anos em sala de aula. Também não deixou de citar a importância histórica deste homem para a História Valeparaibana. “É ele quem coloca o Vale no holofote, na visão de todos. E também faz o caminho inverso, regionaliza histórias nacionais”, afirma Diego.

Ao final da apresentação do livro,  Prof. Sodero agradeceu a todos os autores que contribuíram  para a produção da obra.

“A história de Franciso Sodero se compara à travessia de um rio”, diz a sinopse do livro”.

E, neste caso, um rio gigante. Como toda imensidão, a representatividade de Sodero não caberia em apenas um dia de gratidão e reconhecimento.

Por isso, o lançamento ocorreu em duas datas. A segunda delas, no dia 07/11, no Salão do Júri, durante as festividades de premiações do IEV, Instituto de Estudos Valeparaibanos, do qual Sodero faz parte.

Foram premiadas 18 pessoas, entre elas, Aziz Nacib Ab’Saber, Ruth Guimarães Botelho, Marcio Tomas Bastos entre outros, com a Medalha Mérito “Paulo Pereira dos Reis” destina-se a destacar o desempenho profissional de pessoa nascida ou residente no Vale do Paraíba há mais de 5 anos, desde 1997 até 2014

Ao final do evento, Sodero recebeu a singela lembrança por tanta dedicação à vida.

Quando indagados sobre a figura do professor, os participantes do evento foram unânimes dizer que Ele sempre foi um daqueles homens inovadores. Encanta sem muito falar.

Mas o Mestre do Vale insiste em falar. Quando profere poucas palavras, emociona por tamanho engajamento.

“Continuarei lutando, persistindo na trilha que conduz ao grande ideal do homem: a busca pela perfeição da ação em liberdade, consciente e responsável.” (pág 147).