foto:Crédito:UNISAL AMERICANA:  EXPOSIÇÃO MOÇAMBIQUE

A mostra é de um Ex-Aluno UNISAL

Exposição “Missão Moçambique: retratos de um povo que vive entre sonhos e desafios”, do Fotógrafo e Ex-Aluno, Anderson Junque. O convite, por si só, já é muito atraente. Mas basta saber um pouco mais do relato do egresso para se apaixonar pelo seu trabalho, que contou com apoio de Salesianos.

Anderson Junque é Graduado em Tecnologia em Processamento de Dados pelo UNISAL, em 1999, Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Negócios pelo UNISAL e atualmente é Aluno do Programa de Mestrado em Educação do UNISAL.

Também formado em jornalismo, enveredou-se pelos caminhos da fotografia e da arte para descrever também com imagens a história de muita gente.

Além da mostra “Moçambique”, que está exposta na Biblioteca do UNISAL Lorena e que faz parte da programação da Biblioteca Ativa do mês de abril (de 03 a 20/04/17), Anderson também já assinou outras duas mostras fotográficas: “Santa Olímpia: vida e religiosidade”, classificada para o Intercom; e “Missão Mato Grosso”, projeto realizado nas Tribos Bororo e Xavante, e vencedora do Prêmio Destaque Cultural, na Categoria Artes Visuais, da Câmara Municipal de Santa Bárbara d´Oeste.

EXPOSICAO MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA UNISAL LORENA_6_jpg

Com tanto colorido e alma nas fotos, a Exposição Missão Moçambique” conquistou o Prêmio Destaque Cultural na Categoria Artes Visuais.

EXPOSICAO MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA UNISAL LORENA_5_jpg

Para Anderson, o povo moçambicano prova que dificuldades podem ser enfrentadas com fé.  Nós conversamos com o Ex-Aluno da Graduação e atual Aluno do Mestrado em Educação pelo UNISAL Americana: Confira:

Com. e MKT UNISAL Lorena: Qual sua percepção desse tempo de exposição?

Anderson: A mostra está em andamento desde 18 de novembro de 2015, quando aconteceu a abertura na Secretaria de Educação de Santa Bárbara d´Oeste, minha cidade.

Eu fico muito grato pelo retorno que o projeto e o público têm me dado. Jamais imaginei que essa mostra ficasse tanto tempo em exposição. Também não imaginei que ela fosse andar por terras tão distantes. Ela foi aberta em Santa Bárbara, depois passou pelas cidades vizinhas (Americana, Nova Odessa, Limeira, Hortolândia e Piracicaba). Na sequência chegou a Campinas e, logo em seguida, São Paulo. Agora ela chega a Lorena. Para mim é um motivo de um orgulho imenso. Creio que ela cumpriu sua missão educativa. Ela transmitiu a maior mensagem: dividir conhecimentos e experiência é, ao mesmo tempo, multiplicar vida!

Com. e MKT UNISAL Lorena: O que te fez escolher Moçambique como palco da Mostra?

Eu fico muito grato pelo retorno que o projeto e o público têm me dado. Jamais imaginei que essa mostra ficasse tanto tempo em exposição. Também não imaginei que ela fosse andar por terras tão distantes. Ela foi aberta em Santa Bárbara, depois passou pelas cidades vizinhas (Americana, Nova Odessa, Limeira, Hortolândia e Piracicaba). Na sequência chegou a Campinas e, logo em seguida, São Paulo. Agora ela chega a Lorena. Para mim é um motivo de um orgulho imenso. Creio que ela cumpriu sua missão educativa. Ela transmitiu a maior mensagem: dividir conhecimentos e experiência é, ao mesmo tempo, multiplicar vida!

 Um convite à Exposição Moçambique:

 Visitar Moçambique é muito mais que conhecer um outro país, uma outra cultura. Conhecer Moçambique é, sobretudo, uma viagem ao nosso interior. Uma oportunidade para revisarmos os conceitos de ‘certo’ e ‘errado’, ou mesmo, para reconsiderarmos nosso entendimento sobre a felicidade. Acúmulos de bens? Status? Títulos? Serão esses os quesitos que garantem aos mortais o direito ao júbilo?

EXPOSICAO MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA UNISAL LORENA_10_jpgEXPOSICAO MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA UNISAL LORENA_7_jpg

 O povo moçambicano prova que não. Dificuldades se multiplicaram e perspectivas desapareceram. Falta tudo: educação, saúde, segurança, saneamento básico. Só não lhe falta o mais importante: a crença em dias melhores. O suficiente para externar sorrisos sinceros, oriundos de corações vibrantes, de homens e mulheres realmente apaixonados pela vida. Uma nação que aprendeu, apesar dos incontáveis contratempos, a arte de viver, de combater o bom combate e, acima de tudo, de guardar a fé.

EXPOSICAO MOÇAMBIQUE BIBLIOTECA UNISAL LORENA_9_jpg

 

Quer saber mais sobre Anderson Junque e a exposição no UNISAL Lorena? Acesse: http://unisal.br/eventos/biblioteca-ativa-abril2017/ ou envie um e-mail para  Anderson Junque: anderson.junque@gmail.com.