Núcleo Fé e Razão

A Política do Núcleo Fé e Razão tem a finalidade de potencializar a missão do Centro Universitário Salesiano de São Paulo, UNISAL, de contribuir para o diálogo entre fé, razão, ciência e cultura em prol da formação integral da pessoa humana, fundamentada pelos valores do respeito, da justiça e da ética.

Num contexto em que tendem a predominar diversas expressões relativistas, fundamentalistas e de neutralidade axiológica, assim como de abnegação da verdade, a discussão sobre fé e razão recebe vigorosa relevância. Diante dessa realidade, a universidade católica deve “explorar corajosamente as riquezas da Revelação e as da natureza, para que o esforço conjunto da inteligência e da fé consinta aos homens alcançar a medida plena da sua humanidade, criada à imagem e semelhança de Deus” (Ex Corde Ecclesiae, n. 5).

Se, por um lado, as descobertas científicas provocam avanços tecnológicos e estruturais; por outro, exigem um significado para o ser humano e para a sociedade. Ora, a universidade católica é chamada a refletir sobre tal significado e como ele se integra na vida do ser humano. Por isso, com base em seus princípios cristãos e valores éticos, deve avaliar os procedimentos e as conquistas da ciência e da técnica na perspectiva da totalidade da pessoa humana (Ex Corde Ecclesiae, n. 7).

O diálogo entre fé e razão, portanto, deve ser promovido no seio da universidade com o objetivo de, ao buscar a verdade, descobrir o significado para a vida humana, atribuir sentido a todas as descobertas, salvaguardando a ética e a defesa e promoção da vida, sem qualquer conflito entre o estatuto de fé e a natureza da razão. Pois, como assegurado na Fides et Ratio (n. 53): “não poderá existir nunca uma verdadeira divergência entre fé e razão, porque o mesmo Deus que revela os mistérios e comunica a fé, foi quem colocou também, no espírito humano, a luz da razão”.

As Instituições Salesianas de Educação Superior (IUS), na mesma medida, esforçam-se em promover este diálogo, como elemento significativo para a formação integral do jovem e de todos aqueles que integram e participam de suas atividades acadêmicas. Em sua proposta educativo-pastoral, promove “o diálogo entre cultura, ciência e fé, capaz de iluminar cristãmente a vida e favorecer a inculturação do Evangelho” (Quadro Referencial, n. 232).

Para o UNISAL, todo o trabalho realizado no âmbito acadêmico deve assegurar – além de a integração do conhecimento, a preocupação ética e a perspectiva teológica – o diálogo entre fé e razão (Plano de Desenvolvimento Institucional, n. 1.1), como instância privilegiada de formação do aluno. Esta ação potencializa a identidade e, particularmente, a dimensão pastoral do UNISAL, tornando-o difusor da cultura, da busca e compreensão da verdade e dos significados fundantes da vida.

OBJETIVO GERAL

Promover, por meio do Ensino, da Pesquisa e da Extensão, a reflexão sobre fé e razão, sustentada pelo diálogo entre a perspectiva teológica e as diversas ciências, em prol do desenvolvimento integral da pessoa humana.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Com base no que dispõem os fundamentos e o objetivo geral desta Política, são objetivos específicos do Núcleo Fé e Razão:

– promover o rigoroso debate sobre a verdade e suas implicações éticas para a ciência e o ser humano;
– potencializar a participação da Teologia, embasada na Escritura, na Tradição e no Magistério, no diálogo entre fé e razão;
– promover a permanente reflexão entre religiosidade e ciência;
– refletir sobre Deus e a natureza humana, na tentativa de investigar os mais eloquentes dilemas do ser humano;
– contribuir com a formação ética e humanizadora, em prol do respeito, da solidariedade, da justiça e da paz;
– refletir sobre o sentido da vida e da presumida dicotomia entre fé e razão;
– promover o diálogo inter-religioso para a construção de uma cultura de paz;
– compreender a relevância da religião no mundo social e político;
– qualificar a ação pastoral do UNISAL


PLANO DE AÇÃO

Para a efetivação desta Política, em prol da formação holística da pessoa, propõe-se:
– garantir encontros periódicos de diálogo e formação;
– fomentar a pesquisa e socializá-la, com publicações em diferentes espaços acadêmicos;
– proporcionar a discussão sobre documentos da Igreja em torno da relação entre Fé e Razão com a comunidade educativa;
– promover debates de naturezas diversas, na comunidade acadêmica, abertos à sociedade;
– Fomentar e promover, em sintonia com a Pastoral da Universidade (PdU) e com o Núcleo de Estudos e Pesquisa em Antropologia Teológica (NEPAT), ações para a formação humana, intelectual e ética da pessoa.


EQUIPE

– Antonio Wardison C. Silva – Presidente
– Cristiano de Jesus
– Ilmário de Souza Pinheiro – Coordenador
– João Gabriel Galhoti Pinto
– Juliano Santiago Angeli
– Pedro André Pinto Júnior
– Rodrigo Tarcha Amaral de Souza – Secretário


MATERIAL DE APOIO

Ex Corde Ecclesiae

Unidades

Infraestrutura

  1. Biblioteca

  2. Laboratórios

  3. Auditórios