Pensamento moderno e o advento da democracia e da justiça social

São Paulo / Pio XI

  1. Duração do curso

    30h
    De 22 de agosto a 28 de novembro

  2. Turno das aulas

    Vespertino

  3. Horário das aulas

    Terças-feiras
    15h às 16h40

  4. Investimento

    3x R$ 129,90

Justificativa

Diante das atitudes sectárias, da perda dos direitos políticos conquistados e da manipulação das ideias na sociedade brasileira, o curso  visa analisar, a partir de várias perspectivas, os fundamentos do pensamento político, social e religioso moderno que justificaram a democracia e a justiça social como forma de sociabilidade e ampliação cada vez maior dos direitos dos cidadãos, dos homens e das mulheres na formação do Estado democrático, que só pode ser garantido com  o exercício do pensar, da educação e da liberdade das ações, em conjunto na vida cotidiana.

Objetivos

Possibilitar ao participante do curso o livre exercício do pensar as contradições da sociedade brasileira, em suas diversas formas de manifestações e práticas sociais, políticas e religiosas. Refleteir sobre o autoritarismo e conservadorismo totalitário e liberal das práticas cotidianas contrarias a justiça social e a democracia.

Pré-requisitos e público-alvo

 

Graduados, estudantes de teologia e interessados nas áreas de ciências sociais e políticas.

Método de Ensino

Aulas expositiva e dialogadas, leituras dirigidas, debates problematizados e contextualizados.

Conteúdo

Maquiavel e o conflito social;
Hobbes e a condição natural e humana relativamente à sua felicidade e miséria;
Locke e a paz social;
Espinosa e o tratado teológico político;
Rousseau e o contrato social;
Condorcet e a educação popular;
Kant e a Aufklärung;
Marx e a questão social;
“Rerum Novarum” e o movimento da socialização.