Engenharia Elétrica

Campinas / São José

Em outras unidades
  1. Duração do curso

    10 Semestres

  2. Turno das aulas

    Matutino e Noturno

  3. Horário das aulas

    M: 7h50 às 11h30
    N: 19h às 22h35

  4. Investimento

    Mensalidades 2017; Matutino: R$ 1.106,00*; Noturno: R$ 1.106,00

  5. Ato Regulatório

    Autorização;Port. Nº 278 de 19.12.12 republ. 20.04.15

O Curso de Engenharia Elétrica forma profissionais para o projeto, implantação e manutenção de sistemas elétricos industriais, comerciais e residenciais, incluindo dimensionamento de máquinas elétricas. Além disso, o Engenheiro Eletricista também pode atuar na área de fiscalização, perícia e gestão de recursos energéticos. Além da capacidade técnica de mais alto nível, os engenheiros eletricistas do Unisal se formam com uma visão ética e sistêmica dentro do contexto socioeconômico, político e cultural em que estão inseridas.

Campinas - Engenharia Elétrica
O Curso na região

A Região Metropolitana de Campinas, nona maior região metropolitana do Brasil, é uma das mais dinâmicas no cenário econômico e social brasileiro, possuindo mais de 2.600.000 habitantes e concentrando expressiva parte do PIB paulista, devido à presença de empresas importantes como Petrobrás, Motorola, Omron, Instituto Eldorado, Magneti Marelli, Samsung, Dell, 3M, Pirelli, Eaton, John Deere, Rhodia, Toyota, Bosch, Honda, IBM, dentre outras. O egresso da Engenharia Elétrica segundo o perfil do aluno do UNISAL em acordo com as necessidades do mercado é capaz de atender à demanda destas empresas no contexto atual. Desta forma, o curso se constitui contribuição significativa do UNISAL para a formação e o desenvolvimento de recursos humanos nas áreas de Engenharia Elétrica


Objetivo

– formar engenheiros bem qualificados para assegurar que esta evolução tecnológico-científica seja crescente no país, através da capacidade de dominar novas tecnologias complexas e ir além, gerando novas soluções que atendam aos novos desafios e aplicações;
– formar cidadãos, conscientes de seu dever ético e moral para com a sociedade dentro de suas vidas e profissões, com uma formação balizada pelos mais elevados princípios salesianos.


Área de Atuação

Organizações privadas, empresas de economia mista, empresas públicas, autarquias e fundações. Setores: Planejamento, especificação, coordenação, desenvolvimento, implantação, integração, e otimização de: sistemas, equipamentos e dispositivos de geração, transmissão e distribuição de energia;.


Perfil do Egresso

O Bacharel em Engenharia Elétrica formado pelo UNISAL estará apto a atuar de forma generalista no desenvolvimento e integração de sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Tal capacitação, proporcionada pelo domínio dos conhecimentos, competências e habilidades adquiridos, deverá permitir-lhe atuar em planejamento, projeto, especificação, coordenação, desenvolvimento, implantação, instalação, integração, manutenção e otimização de: sistemas, equipamentos e dispositivos eletroeletrônicos de geração, transmissão e distribuição de energia, projeto de sistemas de medição e instrumentação eletroeletrônica; acionamentos de máquinas; iluminação, proteção contra descargas atmosféricas e aterramento, Elaborar projetos e estudos de eficiência energética e de fontes de energia renovável


Estrutura Curricular

O curso propõe a ênfase à integração horizontal e vertical dos conteúdos objetivando análise e solução de problemas teóricos e práticos, estudos de casos e projetos. Para tanto, a estrutura curricular do curso está distribuída em dez períodos, perfazendo um total de 4.240 horas, distribuídas em 73 componentes curriculares.

A primeira metade do curso é introdutória e tem por objetivo possibilitar ao aluno o aprendizado de: disciplinas básicas do curso de Engenharia (ferramentas matemáticas, físicas e elétricas que necessitará ao longo do curso); disciplinas humanísticas (norteadas pelos princípios salesianos) e algumas disciplinas profissionalizantes de Engenharia e negócios. A segunda metade do curso objetiva o aprofundamento tecnológico da área exigido do engenheiro egresso e algumas disciplinas relacionadas à administração de negócios, preparando-o para o mercado de trabalho. Ao longo de todo o curso, são oferecidas atividades, laboratórios e projetos que propiciem a integração de disciplinas, estimulando a visão sistêmica e prática, além da solidificação dos conhecimentos adquiridos, entre as quais o Projeto de Fim de Curso, o Estágio Supervisionado (do sétimo ao décimo semestre), os Projetos Interdisciplinares, e as Atividades Complementares (atividades extracurriculares que contribuem para a formação integral do futuro Engenheiro)


Corpo Docente

Alexandre Tizzeihttp://lattes.cnpq.br/1080986696158351
Ana Lúcia Mendes Cruz S. da Silvahttp://lattes.cnpq.br/7799550788461853
Carlos Renato Meneghettihttp://lattes.cnpq.br/5699355232258556
Eduardo José Sartorihttp://lattes.cnpq.br/3002208596173699
Eduardo Onohttp://lattes.cnpq.br/4554575735565604
Elisabete Maria Saraiva Sanchezhttp://lattes.cnpq.br/4092583355601690
Fabio Aparecido Cavarsanhttp://lattes.cnpq.br/8592553799109185
Fernando Silvestre da Silvahttp://lattes.cnpq.br/3721608532318319
Galesandro Henrique Capovillahttp://lattes.cnpq.br/3970718199085272
Gerson José de Oliveirahttp://lattes.cnpq.br/3991908140765473
Hugo Lourenço Moreira Santoshttp://lattes.cnpq.br/8528323188339708
Jackson Tsukadahttp://lattes.cnpq.br/6351599543514158
José Alexandre Nalonhttp://lattes.cnpq.br/0472397948555499
José Márcio de Lima Oliveirahttp://lattes.cnpq.br/5805443054011769
Juliana Miyoshihttp://lattes.cnpq.br/8314637827401626
Lino Rossel Valdenebrohttp://lattes.cnpq.br/6013588613018484
Marcelo Assaoka Hayashihttp://lattes.cnpq.br/9030601400268195
Magda Vieira da Silva Oliveirahttp://lattes.cnpq.br/4211118574296629
Maria Bernadete Caetano Theodorohttp://lattes.cnpq.br/1278522307263262
Marilia Bestanihttp://lattes.cnpq.br/2169694267556729
Marisa Franzonihttp://lattes.cnpq.br/0073112867364921
Nasser Mahmoud Hasanhttp://lattes.cnpq.br/2679417170777195
Patricia Bogalhos L. Fregolentehttp://lattes.cnpq.br/0137017476590822
Renata Cristina Sossaehttp://lattes.cnpq.br/5378788217415956
Rodrigo Tarcha Amaral de Souzahttp://lattes.cnpq.br/9378810509808981
Sérgio Augusto Luckehttp://lattes.cnpq.br/6459274900855358
Vadson Bastos do Carmohttp://lattes.cnpq.br/8630656324150719
Vagner Vasconcelloshttp://lattes.cnpq.br/9280122124381555
Valmir Calefihttp://lattes.cnpq.br/4305587577791499
Valter Luiz Larahttp://lattes.cnpq.br/2905352435781260
Vanessa Davanço Pereira de Limahttp://lattes.cnpq.br/9265290346073013
Wanessa Carla Gazzonihttp://lattes.cnpq.br/0576056111153263
Wlamir de Almeida Passoshttp://lattes.cnpq.br/7423306632829535
Zaida Zaida Jova Aguilahttp://lattes.cnpq.br/8753841387843801


Emprego e Estágio

Dentre os itens do Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica, destaca-se como de suma importância para o estudante o Estágio Supervisionado obrigatório de acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais dos cursos de Engenharia, realizado em empresas relacionadas à área de formação e com carga horária mínima de 520 horas. As normas que regem o estágio curricular supervisionado são descritas no Regulamento de Estágio. No estágio supervisionado obrigatório, realizado após o sétimo semestre, o estudante faz seu primeiro contato com a realidade do mercado, aplicando os princípios teóricos adquiridos do ambiente acadêmico à complexidade daquele novo mundo, suas tecnologias, procedimentos, cultura e ambiente.


Projetos/Serviços

Laboratórios Didáticos especializados: Os laboratórios especializados do curso de Engenharia Elétrica foram projetados para atender aos requisitos estabelecidos no Perfil do curso de Engenharia Elétrica constante nos Referenciais Curriculares Nacionais para cursos de Graduação. Desta forma, eles cobrem as áreas especificas de Eletricidade; Circuitos Elétricos; Instrumentação Eletroeletrônica; Medidas Elétricas; Equipamentos e Materiais Elétricos; Eletrônica Analógica e Digital; Eletrônica de Potência; Eletromagnetismo; Computadores e Programação Aplicada; Controle e Automação de Processos; Controladores Lógicos Programáveis; Sensores e Atuadores Industriais; Sistemas de Aquisição de Dados; Sistemas e Redes de Telecomunicações; Instalações Elétricas; Acionamento, Comando e Proteção de Máquinas; Conversores; Eficiência Energética; Energia Renovável; Informática com programas especializados.




Vestibular 2018