Central de atendimento 0800 77 12345

Engenharia Elétrica – Modalidade Eletrônica

Americana / Dom Bosco

  1. Duração do curso

    10 Semestres

  2. Turno das aulas

    Noturno

  3. Horário das aulas

    N: 19h às 22h35

  4. Investimento

    Mensalidades 2017; Noturno: R$ 1.106,00

  5. Ato Regulatório

    Renov. de Reconhecimento;Port. Nº 286 de 21.12.12 publ. em 27.12.12

Sobre

Formar engenheiros eletricistas na modalidade eletrônica, com uma boa base em ciências exatas e tecnológicas, principalmente nas áreas de eletrônica analógica e digital, é o objetivo do UNISAL.

Isso envolve conceitos, técnicas e as atividades de projeto, fabricação, supervisão, manutenção e aplicação de sistemas e instrumentação eletrônicos, computação, circuitos integrados e de automação.

Americana - Engenharia Elétrica

Engenharia Elétrica em Americana

O município de Americana é parte da Região Metropolitana de Campinas que é um grande pólo de tecnologia e pesquisa, atraindo grandes investidores nacionais e estrangeiros. A região experimenta uma ampliação e consolidação de um complexo parque industrial e tecnológico e o desenvolvimento dos setores de serviços, comercial e de pesquisas, aos quais o curso buscar atender.

Objetivo

  • Formar em consonância com os ideais da educação salesiana profissionais ativos, empreendedores e comprometidos com as realidades econômicas, tecnológicas e ambientais da sociedade e com o relacionamento humano;
  • Propiciar condições para a formação de uma base sólida que permita o desenvolvimento proveitoso do curso, através de uma atenção especial ao núcleo de conteúdos básicos e à implementação de estratégias de suporte aos alunos tais como nivelamento, monitorias e condições para desenvolver atividades fora da sala de aula envolvendo-o no processo participativo do aprendizado;
  • Assegurar uma formação generalista nas áreas de eletrônica analógica e digital, controle de sistemas dinâmicos, circuitos elétricos e conversão de energia;
  • Desenvolver no aluno a capacidade de pesquisa e o interesse investigativo, incentivando-o à iniciação científica;
  • Desenvolver nos egressos a capacidade de absorver novas tecnologias e conhecimentos.

Área de Atuação

O futuro profissional poderá exercer suas funções em empresas de instrumentação e automação, indústrias de materiais e equipamentos elétricos, eletrônicos e de telecomunicações, empresas de telefonia e transmissão de dados, empresas de geração, transmissão e distribuição de energia, hardware e software, instituições de pesquisa, empresas de consultoria, entre outros.

Perfil do Egresso

O curso promove a reflexão, pesquisa e absorção de novas tecnologias do setor para, assim, formar profissionais ativos, empreendedores e comprometidos com o relacionamento humano e com as realidades econômica, tecnológica e ambiental.

Estrutura Curricular

Para a formação do profissional desejada, o curso foi concebido de modo a oferecer as seguintes atividades:

  • Aulas teóricas em salas de aulas;
  • Atividades práticas nos diversos laboratórios do curso;
  • Semana de Engenharia;
  • Atividades de Estágio Supervisionado curricular;
  • Iniciação Científica (BIC-SAL, PIBIC e PIBIT e outros);
  • Trabalho de Conclusão de Curso como atividade de síntese e integração.
  • Outras atividades extraclasse consideradas relevantes para a formação teórico-prática global do aluno, tais como:
  • Disciplinas Optativas e entre elas LIBRAS;
  • Participação em atividades de iniciação científica através do programa Institucional BIC-SAL;
  • Visitas técnicas;
  • Participação em Encontros, Conferências e Congressos.

Corpo Docente

Corpo docente especializado e atualizado, com grande experiência profissional, aproxima os estudantes do mercado de trabalho tornando-os preparados e competitivos para atuarem nesta área:

Adílson José Marcorin (Mestre)

Ana Claudia Camargo de Lima Tresmondi (Doutora)

Antonio Álvaro de Assis Moura (Doutor)

Carlos Alberto Medon Dias Ferraz (Mestre)

Eugenio Benito Junior (Mestre)

Fernando Lurdes Borin (Mestre)

Fernando Oscar Runstein (Doutor)

Ítalo Alberto Gatica Rispoli (Doutor)

João Batista dos Santos (Especialista)

João Carlos Fonseca Teixeira (Mestre)

Jose Eraldo Leite de Oliveira (Mestre)

Leny Apparecida Pagotto Boer (Mestre)

Lilia Torres (Mestre)

Marcelo Martins (Doutor)

Marcus Vinícius Ataíde (Mestre)

Paula da Fonte Sanches (Mestre)

Paulo Kacelnik (Mestre)

Ruben Mario Nazzetta (Mestre)

Valmir Calefi (Mestre)

Werner Martins Vieira (Doutor)

Projetos

O Trabalho de Conclusão de Curso é componente curricular obrigatório para a obtenção da graduação em Engenharia Elétrica Modalidade Eletrônica (conforme DCN) e apresenta a finalidade básica de sintetizar e integrar os conhecimentos adquiridos durante o curso, em torno de um projeto.

O Trabalho de Conclusão de Curso está concebido de forma a proporcionar ao aluno trabalhador, condições de desenvolver o seu projeto durante o 9º e o 10º semestre do curso.

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) consiste em pesquisa desenvolvida por um grupo de alunos do 9º e 10º semestres do curso, orientado por um professor escolhido pelo grupo. Os principais objetivos do TCC são:

  • Estimular a prática da pesquisa e da construção de conhecimento;
  • Estimular a produção científica;
  • Estimular a prática da consulta bibliográfica especializada;
  • Incentivar a capacidade de interpretação;
  • Demonstrar o grau de habilidade e competência desenvolvido pelos alunos;
  • Desenvolver a capacidade da apresentação oral de idéias e redação de textos técnicos de forma clara, concisa e objetiva.

Emprego e Estágio

O grande objetivo do UNISAL para todos os seus cursos é buscar uma forte integração com as empresas da região. Essa integração é feita a partir das atividades de Estágio Supervisionado, atividade obrigatória do curso.

O processo educacional de formação do engenheiro vem se transformando rapidamente na medida exata da evolução da tecnologia e das transformações pelas quais passa a nossa sociedade. Esse processo, principalmente hoje, não se esgota na relação presencial educador educando, que se aloja no interior das salas de aula nem tampouco no período em que o aluno freqüenta a escola para obter sua graduação.

Durante o período da sua graduação, o aluno de engenharia deve ter em complementação às suas atividades escolares, a oportunidade de aplicar ou verificar a aplicação dos conceitos teóricos, em projetos reais desenvolvidos no ambiente de trabalho.

Com esse enfoque e, em conformidade com o que determina a Lei nº 11.788 de 25/09/2008, o curso de Engenharia Elétrica Modalidade Eletrônica, do UNISAL, Unidade de Ensino de Americana inclui na sua matriz curricular, como atividade obrigatória do 7º ao 10º semestres o programa de Estágio Supervisionado.

Vestibular 2018