Central de atendimento 0800 77 12345

Engenharia de Produção

Lorena / São Joaquim

  1. Duração do curso

    10 Semestres

  2. Turno das aulas

    Noturno

  3. Horário das aulas

    N: 19h às 22h30

  4. Investimento

    Mensalidades 2017; Matutino: R$ 1.112,00; Noturno: R$ 1.112,00

  5. Ato Regulatório

    Reconhecimento;Port. Nº 69 de 29.01.15 publ. em 30.01.15

Sobre

O engenheiro de produção tem como área específica de conhecimento os métodos gerenciais, implantação de sistemas informatizados para a gerência, melhoria da eficiência e utilização de sistemas de controle dos processos da empresa.

*Os Cursos de Engenharia do UNISAL Lorena são os únicos no Brasil a possuírem o Selo CDIO.

A Iniciativa CDIO™ é uma estrutura educacional internacional e inovadora baseada em uma premissa comumente compartilhada em que Graduados em Engenharia devem ser capazes de Conceber, Projetar, Implementar e Operar sistemas de Engenharia de alto valor agregado em um ambiente, por meio do trabalho em equipe para criar sistemas e produtos. Saiba mais no site oficial.

.

Lorena - Engenharia de Producao

Engenharia de Produção em Lorena

O UNISAL possibilita uma sólida formação científica, prática e profissional por meio da transmissão e análise de conhecimentos e ferramentas que capacitem os estudantes para desenvolver projetos, implantar sistemas, gerenciar trabalhos e sistemas de produção de bens e/ou serviços.

Objetivo

Contribuir com a formação de engenheiros de produção por meio da transmissão, análise e questionamento acerca do conjunto de conhecimentos e ferramentas que favoreçam o desenvolvimento de competências/capacidades a fim de proporcionar uma sólida formação científica e profissional geral que o capacite a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanista em atendimento às demandas da sociedade. Esse profissional deve ser criativo e flexível, ter espírito crítico, iniciativa, capacidade de julgamento e tomada de decisão, ser apto a coordenar e atuar em equipes multidisciplinares, ter habilidade em comunicação oral e escrita e saber valorizar a formação continuada.

Área de Atuação

Instituições e empresas públicas, indústrias de automóvel, eletrodomésticos, de equipamentos, empresas de transporte aéreo, marítimo, construção, consultoria em qualidade, hospitais, usinas de açúcar, empresas de telefonia, empresas de petróleo, agroindústrias, indústrias de alimentos, bancos, seguradoras e fundos de pensão, bancos de investimento e consultoria em geral.

Perfil do Egresso

O curso de graduação em Engenharia de Produção está voltado a capacitar o corpo discente, visando a alcançar um perfil profissional segundo as necessidades da comunidade para a qual presta serviços e exigências do mercado, ou seja, um homem com formação superior, menos tecnicista, mais generalista, humanista e atualizado não somente na sua área de atuação.  O curso enseja, como perfil desejado do formando, capacitação e aptidão para compreender as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas da produção e de seu gerenciamento, observados níveis graduais do processo de tomada de decisão, bem como para desenvolver gerenciamento qualitativo e adequado, revelando a assimilação de novas informações e apresentando flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de situações diversas, presentes ou emergentes, nos vários segmentos do campo de atuação do administrador.

O UNISAL mantém o Programa de Relacionamento com o Ex-Aluno, uma forma de fortalecer os laços aqui formados, em vários aspectos. Clique aqui e conheça o Programa!

Estrutura Curricular

Durante o curso, o estudante aprende a utilizar ferramental matemático e estatístico para modelar sistemas de produção; projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas, produtos e processos; prever e analisar demandas, selecionar conhecimento científico e tecnológico, projetar produtos ou melhorar suas características e funcionalidade; incorporar conceitos e técnicas de qualidade em todo o sistema produtivo, nos aspectos tecnológicos e organizacionais, aprimorar produtos e processos, e produzir normas e procedimentos de controle e auditoria.

Corpo Docente

Projetos

No curso há a prática de desenvolvimento de Projetos Interdisciplinares – PI que ocorre semestralmente.

Emprego e Estágio

De acordo com a Lei nº 11.788, de  25 de setembro de 2008, o estágio poderá ser obrigatório ou não obrigatório, conforme determinação das diretrizes curriculares da etapa, modalidade e área de ensino e do projeto pedagógico do curso. Por definição:

Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma.

O estágio supervisionado tem o objetivo de proporcionar ao estudante a vivência de situações similares as que ele encontrará como Engenheiro de Produção no mercado de trabalho depois de formado. Observa-se que a prática de estágio deve contribuir para a formação do perfil profissional que se pretende, incluindo o desenvolvimento das competências desejáveis e o aprimoramento de conhecimentos específicos relacionados à Engenharia de Produção. Por isso, o curso de Engenharia Elétrica possui uma comissão formada que se responsabiliza pelo contato e definição de um número de organizações em que o estudante poderá realizar o estágio curricular, procurando atender aos objetivos pretendidos por meio do continuo acompanhamento e avaliação da organização em que o estagio esta sendo realizado e do desempenho do estudante. O Estágio Supervisionado constitui-se, dentro das exigências curriculares, um campo privilegiado para o exercício da prática profissional supervisionada e propicia oportunidade para análise desta prática à luz dos conteúdos teóricos inseridos nos cursos. De acordo com a atual Lei de Estágios, estágio é o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa a preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam frequentando o ensino regular em instituições de ensino superior. O estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando.

Projetos

– AeroUnisal:
Atualmente composta por 20 alunos de diversos cursos de engenharia, a equipe participa desde 2013 da competição SAE BRASIL AeroDesign e busca constante o aperfeiçoamento.
O objetivo da competição é projetar e construir um avião rádio controlado original, que seja o mais otimizado possível em todos os aspectos da missão, por meio de soluções de projeto criativas, inovadoras e multidisciplinares, que satisfaçam os requisitos e restrições impostas no Regulamento.

Saiba mais sobre o AeroUnisal: www.unisal.br/aerounisal

– Xbots:
A  Xbots UNISAL é uma equipe estudantil que procura desenvolver projetos na área da robótica utilizando o conhecimento obtido na sala de aula, visando sempre a utilização do que há de mais moderno e acessível.
Formada em 2013, a equipe conta hoje com 11 membros de diversos cursos de Engenharia e de Tecnologia da Informação, que desempenham funções específicas em cada projeto. A equipe compete em três categorias: Seguidor de Linha, Sumô Lego (1Kg) e Combate Featherweight (13 Kg). Além da competição e de apresentações na própria faculdade, a Xbots UNISAL também faz visitas a escolas e outras universidades para divulgar inovações na área da tecnologia e didática, bem como para mostrar alguns aspectos dos diversos cursos de Engenharia e de TI para estudantes do ensino médio.

Saiba mais sobre a Xbots: www.facebook.com/roboticaunisal – E-mail: xbots.robotica@gmail.com

– UNIAÇÃO:
O Projeto, denominado UNIAÇÃO, é um projeto social sem fins lucrativos, de caráter voluntário e de cunho social, com o intuito de juntar o conhecimento adquiro em sala de aula com a vontade de ajudar o próximo, este é composto por um grupo de discentes dos Cursos de Engenharia Civil e Elétrica do Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL – Unidade Lorena, sob a coordenação de 4 professores desta instituição. O objetivo principal do projeto é a realização de reformas e/ou melhorias em instituições filantrópicas que circundam o UNISAL Lorena.
Realizada após 10 meses de existência, durante 1 semana, a primeira reforma em uma instituição selecionada pelo grupo, uma creche, sediada em Guaratinguetá/SP, que atende crianças de 3 a 6 anos, totalizando 69 crianças. De acordo com a visita realizada nesta creche, foi constatado problemas de umidade nas paredes das salas onde as crianças ficam a maior parte do tempo. A reforma foi realizada para garantir a melhoria nestas áreas afetadas.
O projeto efetua toda a reforma sem trazer custo para instituição selecionada, com isso os Alunos têm o trabalho de levantar fundos através de rifas e doações de parceiros que se sensibilize com objetivo do mesmo.
“Oportunidades não surgem, nós é que devemos criá-las” é a frase de Chris Grosser utilizada como lema da equipe, diante de todas as dificuldades encontradas.

Saiba mais sobre o UNIAÇÃO: www.facebook.com/projetounicaowww.instagram.com/uniacao.engwww.projetouniacao.com


Vestibular 2018