Unisal - Centro Universitário Salesiano de São Paulo Imprensa

.

Por Gilson José Fidelis

Em meio às turbulências da economia e à instabilidade na relação de emprego no Brasil, a Gestão de Pessoas (GP) é uma estratégia que desempenha importante papel no planejamento da gestão organizacional, e amplia as pretensões de desenvolvimento e competitividade no âmbito do mercado corporativo e das pessoas. Se, por um lado, as empresas precisam entender a dinâmica do cenário econômico e decidir com especialização e inovação, por outro, os gestores precisam também assumir a responsabilidade por uma atuação mais abrangente e compartilhada com as pessoas, condição que aumenta o leque de oportunidades para se atingir resultados superiores com convergência de propósitos, e pode garantir sustentabilidade em termos de competências organizacionais e profissionais.

Um dos departamentos estratégicos que contribui para as ações de GP é o RH e seus subsistemas – em particular o Departamento de Pessoal (DP), considerado tradicional e burocrático, mas ganha novos contornos com a introdução do novo sistema de controle eSocial e pelas alterações da Reforma Trabalhista, ampliando seu foco de atuação para assuntos mais relevantes no contexto das relações trabalhistas.

Estas mudanças trazem também novos assuntos, até então pouco explorados pelo DP, ou seja, a integração de informações contábeis, jurídicas e de saúde e segurança do trabalho. Esta integração é um salto de qualidade nas atribuições do DP com os gestores na empresa, pois a proximidade com os gestores garante melhor entendimento das necessidades e atuação mais holística, ampliando suas responsabilidades e fomentando a administração das equipes com informações mais estratégicas.

Portanto, especializar-se em Departamento de Pessoal é fator preponderante. O mercado precisa de profissionais qualificados para atender as demandas estratégicas das empresas perante aos órgãos de regulação, além do domínio dos assuntos trabalhistas, tão importantes para uma administração de qualidade.

Sobre o autor

Mestre em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas e Organizações – Universidade Metodista de São Paulo; MBA em Recursos Humanos e Talentos; MBA em Tecnologia da Informação pela Universidade de Mogi das Cruzes; Extensão MBA no Brasil pela California State University/Harvard College of Business and Economics; Graduado em Comunicação Social – Rel. Públicas pela Universidade Metodista de São Paulo; Professor de Graduação e Pós Graduação; Foi responsável pela Pós-Graduação em Gestão de Pessoas da Universidade Braz Cubas de Mogi das Cruzes; Escritor de 4 livros publicados, sendo 3 publicados sobre Gestão de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas pela Editora Erica/Saraiva SP e 1 sobre Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas pela Editora Qualytimark/RJ; Consultor Empresarial com larga experiência na área de Administração, com ênfase em Recursos Humanos.

Contato: www.ctcqualifica.com.br / gilsonfidelis@ctcqualifica.com.br

(11) 4125-8025 / (11) 99295-2868

.


.

No dia 10 de novembro é comemorado o Dia Internacional da Contabilidade, profissão responsável por gerar informações importantes e inovar no gerenciamento e mensuração de atividades públicas e privadas. No campo acadêmico, a contabilidade também e é fonte de inovação constante, em especial no Curso de Ciências Contábeis no UNISAL Lorena.

O artigo “Experiência no ensino contábil: uso de práticas inovadoras de ensino, de recursos tecnológicos e de avaliações operatórias”, escrito pelo Prof. Wagner Godoi, narra algumas experiências de ensino aplicadas no UNISAL desde 2015, com a adaptação de práticas de instituições internacionais como a Universidade Wharton (Pennsylvania, EUA). O trabalho também demonstra como se dá o processo de ensino com a ferramenta tecnológica AVA/Moodle, em avaliações contínuas e operatórias que combinam outras características presentes nas metodologias adotadas no UNISAL Lorena.

O artigo foi submetido à seção “Experiências de ensino e aprendizagem” e está entre os trabalhos elegíveis para concorrer ao prêmio Olivio Koliver, premiação concedida ao melhor artigo com temática contábil produzido no país a cada ano. Acesse o artigo em http://rbc.cfc.org.br/index.php/rbc/article/view/1613/1144.

.

Comentários desativados


.

*Euni Vieira

Um dos temas mais discutidos nos últimos tempos é a água. Isto se dá devido a vários fatores, dentre eles, as mudanças climáticas que causam impactos no país e no mundo, como o aquecimento global, a seca em alguns lugares e excesso de chuvas em outros, favorecendo a maior crise do século XXI, a escassez da água. Cientistas afirmam que a forma como o homem usa e ocupa o solo, ao longo do processo histórico, vem determinando alterações significativas no ambiente.

No Brasil, ao longo dos 500 anos, passamos por vários processos  de uso e de ocupação do solo: derrubada do pau- brasil, produções de cana de açúcar, café, carvão, leite, carne bovina, cereais, eucaliptos e construções de prédios residenciais.

A ONU (2016) declara que metade da força de trabalho mundial está empregada em oito setores dependentes de recursos hídricos e naturais: agricultura, silvicultura, pesca, energia, manufatura com uso intensivo de recursos, reciclagem, construção e transporte.

Considerado o mais importante recurso natural mundial, no qual dependem todas as espécies de vida, muitos se perguntam: será que a água irá acabar? Estudos afirmam que a água que utilizamos é a mesma desde a época dos dinossauros, sendo assim, ela não irá acabar, entretanto, teremos dificuldades em acessá-la.

A redução da disponibilidade de água irá intensificar ainda mais a disputa pela água por seus usuários, incluindo a agricultura, a manutenção de ecossistemas, assentamentos humanos, a indústria e a produção de energia. Isso afetará os recursos hídricos regionais, a segurança energética e alimentar, e potencialmente a segurança geopolítica, provocando migrações em várias escalas. Neste contexto, faz-se necessário compreender os processos de produção, conservação e gestão das bacias hidrográficas.(CONNOR E PAQUIN, 2016, p. 04)  Leia mais »

.

Comentários desativados